Flip confirma presença de Aleksandar Hemon em sua 11ª edição


“Eu gostaria de ter escrito As fantasias de Pronek, mas não poderia tê-lo feito porque ninguém escreve como Hemon. Sua visão de mundo é a mais incomum e poética. Este livro é tocante e belo”.Jonathan SafranFoer

Autor de O projeto Lazarus, eleita a melhor obra de ficção de 2008 pela New Yorker e finalista do National Book Award, o bósnio Aleksandar Hemon virá à 11ª edição da Flip -- Festa Literária Internacional de Paraty --, que acontecerá entre os dias 3 e 7 de julho.
 

Nascido em Sarajevo, em 1964, na então Iugoslavia, Hemon mudou-se para os Estados Unidos em 1992, após se formar em literatura na Universidade de Saravejo. Em 1995, começou a escrever em inglês e seus textos passaram a ser publicados em prestigiosos veículos, comoThe New YorkerEsquire e The Paris Review.

As mais lidas da semana
Tema caro ao escritor, os anseios vividos pelo homem em uma situação de exílio forçado sãoretratados em seu livro de estreia, o premiado E o Bruno? (2000), lançado pela Editora Rocco no Brasil. Comparado a Vladimir Nabokov e Joseph Conrad, Hemon se volta para o mesmo universo em sua segunda obra – As fantasias de Pronek –, na voz de seu alter ego, Josef Pronek, um dos  personagens do livro anterior. O autor narra os desencontros de um refugiado da Guerra da Bósnia em um país sedutor como os Estados Unidos. 

Em O projeto Lazarus, Hemon se firma como um especialista na temática expressando sua visão sobre a decadência do imigrante no mundo moderno  – “Lar é o local que só descobrimos à distância”, escreve. Repleto de humor e de piadasmas ao mesmo tempo triste, O projeto Lazarus narra a história de Vladimir Brik, um escritor bósnio atormentado pela crise de identidade que a condição de imigrante lhe oferece.
No mês passado, seu último livro The Book of My Lives foi lançado nos Estados Unidos. Estreia do autor no universo da não-ficção, o livro de memórias é uma ode às cidades de Sarajevo e Chicago, costurando deslocamentos, encantamentos e desilusões de sua juventude. Fim de Semana Literário Sábado

Chá das 5: 5 e 17 horas
No Café da Manhã com Poesia por Magno Oliveira 7 horas da Manhã
Devaneios do Ranzinza por Roberto Prado 10 da Manhã
Poesia de Beto Ribeiro 15 horas
Poesia de David White 19 horas

12 horas e 21 horas espaço dedicado ao leitor envie seu texto para que ele seja publicado.
Nosso contato: folhetimcultural@hotmail.com

Fim de Semana Literário Domingo

Chá das 5 dominical: 5 e 17 horas
No Café da Manhã com Poesia por Magno Oliveira 7 horas da Manhã
Literatura Nossa homenagem a um grande escritor por Dhyne Paiva ás 10 da manhã
Prosa Literária Magno Oliveira entrevista um convidado especial 19 horas.

12 horas e 21 horas horário reservado para a sua participação envie seu texto para que ele seja publicado.

Nosso contato: folhetimcultural@hotmail.com

Postagem: Magno Oliveira Fonte: Tatiana Dias A4 Comunicação



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá