quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Jogos de fuga ganham espaço no mercado brasileiro

Primeira empresa de escape game (jogos de fuga) chega ao Brasil
A sala da Mansão Esquecida. Foto: Divulgação

Escape Game ou jogo de fuga tem atraído milhares de pessoas e de todas as idades. Os jogos acontecem em ambientes com enigmas e mistérios, exigindo de seus participantes habilidades investigativas, raciocínio e trabalho em equipe. A diversão é garantida, sendo necessário decifrar códigos e encontrar objetos escondidos para conseguir escapar do jogo.
A Fugativa Escape Games, por meio de seu co-fundador Fabio Passerini, foi a primeira empresa a investir nesse conceito de jogo no país.
Atualmente a “Mansão Esquecida” é a maior sala de escape do mercado, nela os jogadores possuem 90 minutos para escapar do local. O cenário investigativo toma conta do jogo, simulando ambientes reais, com móveis, objetos de decoração e trilha sonora.
E-mail: folhetimcultural@hotmail.com
 
A Mansão Esquecida
Um grupo de estudantes de arquitetura leu sobre uma antiga mansão construída no centro de São Paulo. Sabe-se que o antigo proprietário deixou, em testamento, ordens para que ela nunca fosse demolida. A localização exata desta mansão ficou perdida no tempo, até que estas pessoas tiveram uma pista e resolveram investigar, para um trabalho de faculdade.
Chegando lá encontraram uma discreta galeria de lojas, cuidada por um zelador de poucas palavras e que supostamente nada sabe da história da velha Mansão.
Vasculhando pelos corredores, encontraram uma escada disfarçada que levava a uma porta antiga e, para surpresa deles, era a entrada da mansão. Correndo do zelador, que tentou impedi-los sem sucesso. Entraram. O zelador alcançou todos e em vez de colocá-los para fora, trancou a porta com todos dentro.

Serviço:
Fugativa Escape Games – Unidade São João
A Mansão Esquecida
Recomendação: 12 anos (Acompanhado de um adulto)
Duração: 90 minutos
Ingressos: R$ 89,00 por pessoa
Horário de funcionamento: Das 12h às 21h
Local: Avenida São João, 2.073 – Santa Cecília – São Paulo/SP
Estacionamento: Rua das Palmeiras, 485

Fonte| Leonardo Almeida Assessoria de Imprensa
Edição e revisão: Magno Oliveira para Folhetim Cultural

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

CONFIRA PROGRAMAÇÃO DA 3ª FLIPOÁ QUE SERÁ NESTE DOMINGO EM CALMON VIANA

Festa Literária Itinerante Poaense chega a Calmon Viana após passar pela Vila Sopreter e Nova Poá. Abertura será Às 9 horas com contação de história e peça teatral. Encerramento está previsto para as 18 horas. Local do evento é o salão paroquial da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em frente da Praça Aurélio Fuga.



Na abertura haverá contação de história direcionada ao público infantil e juvenil. A programação da manhã fecha-se com bate papo entre escritores poaenses entre eles Claudio Domingos Fernandes e Jussara Melo. O microfone estará aberto pela manhã no intervalo das apresentações para o público se apresentar seja com recitação de poesia ou qualquer outra performance artística.

No período da tarde, a partir das 13 horas, será exibido o DVD musical Nhá Terra. O teatro volta a entrar em cena com o grupo amador Fazendo Acontecer que encenará a peça LivrolÂndia Às 14 horas. Na sequência nova rodada de contação de história, em seguida, a costureira Vilma Oxando ministrará oficina de confecção de bonecos de dedo (dedosh).

“O objetivo da FLIPOÁ é principalmente democratizar o acesso à leitura. Dentre outras coisas contribuir com a formação cidadã do individuo, preparando-o para o exercício da cidadania plena.” Magno Oliveira “A Feira não se prende apenas à cultura, mas também tem sua parte educacional, turística, econômica e social.”

No encerramento haverá sarau. Início previsto para 16 horas. Qualquer pessoa poderá se apresentar independente de inscrição prévia. A FLIPoá doará aproximadamente 500 livros para a criação da futura biblioteca comunitária de Calmon. Além disso, os livros arrecadados neste dia serão revertidos para este projeto.
“Com as diversas atrações ao longo de sua edição atraímos turistas. Isto potencializa a característica turística da cidade. Contribuindo com a economia local diretamente. Nós cremos que por meio da educação e cultura conseguimos mudar a vida das pessoas, por isso, nossa preocupação com o social. Temos ciência, que por meio desta contribuímos com o combate à desigualdade social, trazendo enormes vantagens para toda sociedade.” Conta Oliveira.

O grupo organizador da FLIPoá atualmente é formado pelo partido-movimento, que colhe assinaturas para obter registro definitivo RAiZ Poá, Instituto de Formação Política Augusto Boal e escritores da cidade.


Programação

9 horas – Abertura

9h30 – Contação de história

10h30 – Bate papo com escritores de Poá

12h00 – DVD Musical Prá Nhá Terra

14h00 – Peça de teatro – LivrolÂndia

15h00 – Contação de história

15h30 – Oficina de Dedosh

16h00 – Sarau Microfone aberto

18h00 - Encerramento

Ativistas Culturais de Poá publicam carta aberta ao Prefeito Eleito de Poá Gian Lopes

Publicado em Blog Magno Oliveira 2020

https://magnooliveira2020.wordpress.com/2016/11/24/carta-aberta-ao-prefeito-eleito-de-poa-sobre-a-escolha-do-novo-secretario-de-cultura/

CARTA ABERTA AO PREFEITO ELEITO DE POÁ, SOBRE A ESCOLHA DO NOVO SECRETÁRIO DE CULTURA


Excelentíssimo Prefeito Eleito da Estância Hidromineral de Poá, Sr. Gian Lopes.
Mediante ao exposto pós período eleitoral, vimos aqui colaborar com Vossa Excelência no sentido da escolha do novo Gestor da Secretaria de Cultura de Poá. Não estamos aqui querendo impor de forma alguma nomes ou pessoas, mas sim desenhar um perfil dentro da nossa experiência e vivência no quadro político e sobretudo em cultura na cidade de Poá. Até porque entendemos as exigências do sistema político e do chamado presidencialismo de coalização, de se formar maioria no parlamento municipal e se contemplar aliados que foram cruciais no processo eleitoral. Porém, é importante frisarmos que a Cultura na cidade, passa por outro momento, que vai além do que se pratica na política tradicional.
Hoje ela tem papel de consolidar o município como protagonista na gestão pública, dar uma alternativa sustentável para alavancar o turismo local, além de ser uma saída para o município tentar recuperar parte das receitas que perderá quando a nova lei do ISS entrar em vigor no país. É desejável que o gestor seja alguém que pense além da política, se vier a ser um artista que pense além do entretenimento, se for um produtor, que priorize primeiro a produção e o artista local, ante aos grandes shows e que nenhum desses seja corporativista nas escolhas dos profissionais que trabalharão ao seu lado.
É desejável que o novo Secretário seja alguém notável, que pense em Cultura enquanto política pública e que queira propor um projeto de Estado e não de governo para o setor. É desejável, que o proposto agente político, tenha conhecimento em gestão pública, tenha formação em Cultura, saiba das leis vigentes, das peças orçamentárias. Saiba da importância do Sistema Municipal de Cultura e da adesão do município ao Sistema Nacional de Cultura para a sobrevivência do mesmo, nos próximos anos junto aos convênios com o Ministério da Cultura.
Por fim, que valorize a parceria com o Conselho de Políticas Culturais de Poá. Reiteramos que em nenhum momento com essa carta pretendemos fazer lobby, legislar em causa própria, ou interferir em nomes ou pessoas, mas colaborar e abrir um canal inovador de parceria com a nova gestão municipal, na qual desejamos grande sucesso nessa nova empreitada.
Grato pela atenção, nos colocamos à disposição para maiores esclarecimentos Cordialmente;
Membros Representantes da Sociedade Civil no Conselho Municipal de Políticas Culturais: Anderson Luiz Lima, Alexandre Rafael Barbetta, Cleyton Souza Gonçalves, Marco Antônio Senna, Magno Oliveira da Silva, Maria Dolores dos Santos, Willian Ferro e Secretário Geral do Fórum Permanente de Cultura de Poá: Jhonata Santos Barbosa da Silva

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

OSESP MASP – A FORÇA DA MÚSICA BRASILEIRA

OSESP MASP – A FORÇA DA MÚSICA BRASILEIRA
Concerto
Terça às 20h00
22 de novembro
Auditório MASP UNILEVER
Avenida Paulista, 1578 - Bela Vista
São Paulo-SP
OSESP MASP – A FORÇA DA MÚSICA BRASILEIRA

Iniciado em 2015, o programa Osesp MASP volta em 2016 mesclando música e arte. Os concertos desta série abordam temas variados, com inserções de compositores brasileiros e contemporâneos. As apresentações são comentadas por especialistas convidados, que estabelecem um diálogo entre as obras da coleção do MASP e as composições interpretadas por músicos da Osesp.

Classificação etária:  Livre. 

Meia Entrada: Aposentados, Estudantes, Idosos (Acima de 60 anos), Professores da rede pública, Portadores de Necessidades especiais + acompanhante e crianças de 02 a 12 anos. É necessária a apresentação do comprovante de meia entrada no ato da compra e na entrada do espetáculo.

Ponto de Venda Sem Taxa de Conveniência:

Na bilheteria do MASP.

Horários: terça a domingo: das 10h às 18h (bilheteria aberta até as 17h30); 
quinta-feira: das 10h às 20h (bilheteria até 19h30)

Em dias de espetáculo, até o início.

Capacidade: 376 lugares.

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

POAENSE LANÇA LIVROS NESTE SÁBADO

O professor, escritor e poeta Wellington Vinicius Fochetto Junior lançará os livros Blanc Bloc Book, Stardust On The Edge Of The World e Book do Bréki Bróko neste sábado, a partir das 14 horas, na Praça dos Eventos.

Wellington Fochetto professor, escritor e poeta

Neste sábado (19/11), das 14 até as 17 horas, no Pavilhão de Exposições, localizado dentro da Praça dos Eventos, na Avenida Antônio Massa, 150, centro, Poá-SP, o professor, escritor e poeta Wellington Vinicius Fochetto Junior lançará os livros Blanc Bloc Book, Stardust On The Edge Of The World e Book do Bréki Bróko.

Na ocasião poderá ser adquirido o livro "Chocolate Boox", formado pelos volumes "Book do Bréki Bróko" e "Blanc Bloc Book" ambos são de poesia concreta. Haverá brindes e sacolas diferentes aos compradores. Quem levar, o pacote com quatro livros do autor (três em edição limitada), além do desconto de mais de 10%, para compras a vista, levará quatro marcadores de página da Chocolate Boox, especialmente para o pacote.

“Será uma oportunidade única de apresentar parte significativa de meu trabalho como poeta e escritor a um público formado por pessoas que buscam coisas novas, conteúdos novos, diferenciados.” Revela o autor.

Ao todo são três tipos de marcadores de livro. Sendo um da editora RG Editores e dois do próprio autor. O quarto livro, que poderá ser adquirido é o Nº 1493. De autoria de Fochetto, foi lançado recentemente por outra editora. O cartão de crédito poderá ser utilizado como forma de pagamento.

Fochetto escreve há quase três décadas. Começou no início de 1990. E nos três primeiros anos que compõem essa “Trilogia da Experiência Escritora” é que, de modo paralelo à construção dessa experiência, algo passava a solidificar-se. Era a forma como lidava com as informações que ia buscar em filmes, livros e HQs, que passava a apontar para a formação de um “escrevivente”. O primeiro livro, uma coleção de umas trinta páginas sobre dois amigos que toda semana brincavam às margens de um rio, seria escrito e planejado ser publicado antes dos catorze anos. Não deu certo. “Os Aventureiros da Margem do Rio” permanece nas Gavetas do Tempo. Enterrado pelo Tempo e pelo pó das estrelas que seguem longe. Junto com os anos de 1990 a 1992. Talvez singrando pelos mares do Cosmos. Ou na Biblioteca daquele garoto que ficou lá pela Vila Lúcia. E se dava muito bem nas aulas de História Antiga e Inglês.

Livros

“Nº 1643”. Prosa de ficção, trata da estadia de uma moça que ingressa na casa vazia que fora habitada pela ex-namorada de um amigo seu. São diários escritos em uma, duas linhas até três ou mais páginas. Parece um tanto curto (cada capítulo, com efeito, o é), mas a complexidade e a intensidade de algumas anotações de Camila simplesmente “contornam” essa aparente simplicidade e... fazem desse um livro diverso dos tipos que estamos tão acostumados a ler.





“Stardust On The Edge Of The World” é um livro de poesia. Predomina, nele, a vertente concreta, inspiração do trio Augusto e Haroldo de Campos e Décio Pignatari (para citar apenas três de meu cânone poético). Há também certas doses de humor, que herdei de meus pais. Apenas o nome do livro é em inglês (embora haja um poema nesse idioma, mas sem muitos problemas para ser compreendido). Há alguma dose de crítica social e uma preocupação com o fim da vida na Terra pela destruição nuclear atômica.




“Chocolate Boox” é um trocadilho com as palavras “Books” (livros) e “box” (caixa). Poesia concreta em predomínio, os dois volumes que compõem a “Caixa de Chocolivros” já constituem poemas concretos (no sentido lato do termo): são palpáveis, degustáveis pelo olhar e pelo tato. Não “descem redondo”, a exemplo daquela bebida alcoólica, mas podem muito bem ser lidos em sequência não linear de páginas e levar a um questionamento da linguagem, convidando a rever conceitos e mesmo servir de referência para novos estudiosos e interessados na área.





Blogs: HTTP://eofim.wordpress.com (sob o pseudônimo de “Sérgio Cícero Gelassen”) e http://wvfochettojr.wordpress.com




quarta-feira, 14 de setembro de 2016

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

A reunião de setembro deveria ocorrer no dia 12, porém por conta da EXPOÁ 2016 foi marcada para a terceira segunda do mês de setembro.

O encontro entre os Conselheiros Municipais de Cultura ocorrerá na Casa dos Conselhos Av. Pref. Francisco Rodrigues Filho, 421, Centro
Na segunda-feira (19), às 10 horas da manhã, na Casa dos Conselhos Municipais. Ocorrerá mais um encontro oficial do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Poá (CMPC).

A implementação do conselho na cidade representou uma grande conquista para a cidade, pois o Sistema Nacional de Cultura (SNC) diz que todos os municípios brasileiros devem ter um Conselho de Cultura ativo. No ano passado, justamente por não cumprir esta exigência do SNC, as instituições da cidade não puderam pleitear verba de um edital. Lançado pelo Ministério da Cultura (MINC).

Esta será a primeira reunião após a 44ª Edição da EXPOÁ. Devido a isso o conselheiro, representante do povo, Magno Oliveira, apresentará um relatório destacando pontos positivos e a serem melhorados desta edição assim como foi feito no ano passado pelos membros do Conselho Popular de Cultura (movimento cultural que lutou pela implantação do Conselho de Cultura na cidade entre outras reivindicações).

"Este relatório está sendo feito há muitas mãos. As pessoas que foram em algum dia da festa estão colaborando e os demais membros também poderão ajudar. Este relatório tem como intuito único e exclusivo de garantir uma edição melhor ainda em 2017." Explica Magno Oliveira.

Além do relatório, Oliveira apresentará ofício solicitando a adequação da Casa da Estação para que idosos, gestantes e pessoas com mobilidade reduzida possam ter acesso ao espaço cultural localizado no Centro de Poá. No documento há solicitação do cumprimento da lei 1098/2000. Esta Lei estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, mediante a supressão de barreiras e de obstáculos nas vias e espaços públicos, no mobiliário urbano, na construção e reforma de edifícios e nos meios de transporte e de comunicação. 

"Cabe ao Poder Público cumprir o compromisso social de promover a melhoria na qualidade de vida das pessoas, que possuem deficiências físicas, mentais ou sensoriais, tornar os equipamentos públicos acessíveis é um deles. Nós do conselho cumprimos nosso papel quando fiscalizamos e solicitamos estas melhorias" o membro do conselho finaliza "É direito de todos o acesso a cultura. Com estas modificações solicitadas vamos garantir isto a estas pessoas, essa é uma das nossas obrigações garantir o cumprimento das leis e as melhorias necessárias para os poaenses."

Pauta

A pauta até o momento não foi definida pelo Presidente do Conselho, Douglas Aspasio, a lei municipal está em desacordo com em relação ao SNC e coloca obrigatoriamente como chefe do conselho, o Secretário de Cultura. O indicado é haver eleição e alternância na Presidência sendo num mandato um membro do executivo municipal e no outro um representante da sociedade civil.

Foto: Fachada da Casa dos Conselhos Municipais – Crédito: Jornal Plural (Delcimar Ferreira)

terça-feira, 13 de setembro de 2016

RAIZ POÁ ABRE INSCRIÇÕES PARA POETAS EXPOREM SEUS TEXTOS NO PROJETO EDUCAÇÃO E CULTURA EM MEIO AMBIENTE

O Partido-Movimento RAIZ Movimento Cidadanista, por meio do círculo RAiZ Poá,  abriu inscrição esta semana para o projeto Educação e Cultura em Meio Ambiente.  As inscrições é para quem deseja expor textos literários (poemas, poesias, contos, etc) na primeira edição a ser realizada no dia 21 de setembro em comemoração ao Dia da Árvore

Poaenses fazem leitura dos textos expostos em árvores em edições anteriores

A RAiZ colhe assinaturas de eleitores em apoio a sua criação como partido político e dessa maneira poder participar das eleições municipais em 2020. Paralelamente a isso tem realizado atividades e projetos na cidade de Poá, por exemplo, as duas edições da Festa Literária Itinerante Poaense (FLIPoá), inaugurações de Livrotecas, pesquisa sobre água e esgoto, participação em fóruns sobre mobilidade urbana, acessibilidade, inclusão e saúde pública. A novidade do grupo para o mês de setembro é a realização da primeira edição do projeto Educação e Cultura em Meio Ambiente, que será realizado na quarta-feira (21/09), no bairro Vila Mauro, das 8 às 12 horas, e das 13h30 até as 16h30 na rua Itaboraí, no Jardim Pinheiro.

O projeto é inspirado no projeto Um Poema Em Cada Árvore, realizado há vários anos por Magno Oliveira e sua equipe na cidade, no ano passado, o projeto contou com apoio da RAiZ para ser realizado. O foco é trabalhar a educação, cultura e meio ambiente de forma conjunta. A educação e cultura se dá por meio da exposição de poemas, poesias, entre outras linguagens literárias, pois incentiva a produção, divulgação e leitura destes textos. Esta troca de cultura entre diferentes pessoas da cidade acarretará em trocas de experiências e conhecimento entre as pessoas gerando também maior envolvimento social entre diversos cidadãos.


A leitura é um forte aliado na formação de cidadãos cientes de seus direitos e deveres, conscientes sobre seu papel na sociedade e construção de uma cidade melhor para todos os habitantes. Além disso, ler melhora verdadeiramente os níveis de aproveitamento escolar, ou seja, o projeto alia educação e cultura, produção e difusão da literatura para beneficiar os poaenses.

“Nós formamos o círculo educação e cultura para desenvolvermos ações nestas áreas integradas com outras, que são de muita importâncias para o desenvolvimento pleno da cidade e das pessoas.” Explica Magno Oliveira “Este projeto é um desejo antigo nosso e hoje sairá do papel. Esperamos que as pessoas aproveitem o máximo possível, participem e saiam deste dia melhores do que já são. Todos nós só temos a ganhar com ações como esta, que outros políticos, movimento e partidos se inspirem e façam o mesmo em suas áreas de atuação.” Finaliza Oliveira.


O Meio Ambiente estará presente, pois as árvores serão utilizadas como suporte para os textos, vale lembrar, que as árvores não sofrem danos. A ideia é conscientizar as pessoas sobre a importância delas para o bem estar dos habitantes. Haverá também distribuição de sementes de girassol aos transeuntes para estes plantarem em seus quintais.

Quem desejar participar deve enviar o seu texto para o e-mail: raizmovimentocidadanistapoa@gmail.com ou por mensagem via facebook na página da RAIZ: facebook.com/raizpoa

Todo tipo de texto será aceito, não há limitação de caracteres, as obras que tiverem conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico, incitem violência ou outras ações não aceitas pela RAIZ serão descartadas. Mais informações podem ser obtidas por meio dos canais citados acima.


quarta-feira, 24 de agosto de 2016

INAUGURAÇÃO DA PRIMEIRA LIVROTECA DE POÁ SERÁ COM SARAU E NESTE SÁBADO NA OPERETA

Este equipamento cultural trata-se de fundo de geladeira reaproveitado para servir de suporte para livros à disposição para leitura. Espaço cultural e educacional, que potencializará o turismo cultural, melhorar a educação, democratizar o acesso à leitura, além de oferecer um espaço de relacionamento entre as pessoas. Um projeto com custo baixo e eficiente.

O Rapper Mano Rodolfo é uma das atrações do sarau de inauguração da Livroteca Foto: Divulgação


A primeira Livroteca de Poá será inaugurada no Espaço Cultural Opereta, localizada na rua Doutor Emílio Ribas, 168, Vila Sopreter, Poá-SP. A partir das 20 horas terá início um sarau para celebrar o acontecimento. Diversos artistas da cidade e da região confirmaram presença: cantor e ator Jhony Uriel, Helder Vinhola, escritora Jussara Melo, poeta Magno Oliveira, artista plástico Anderson Benardelli, entre outros. O microfone estará aberto ao público para intervenções.

A Livroteca será inaugurada com 150 livros que ficarão à disposição dos poaenses. Gibis, livros infanto juvenil, infantil, comédia, poesias entre outros gêneros e revistas. Para agitar e movimentar o espaço o grupo que coordena o projeto fará periodicamente diversas atividades como roda de leitura, contação de história, etc. O grupo responsável por esta política pública é formado pelo partido-movimento em formação RAiZ Movimento Cidadanista Poá - SPAssociação Grupo EsperançaIFAB Instituto de Formação Augusto BoalAssociação Cultural Opereta que cedeu o espaço para abrigar a Livroteca, além de alguns escritores da cidade.

Este projeto começou a nascer no município em julho de 2015, durante o fórum RAiZ de Cultura – Bibliotecas, o membro da RAiZ 
Magno Oliveira apresentou o projeto que após pesquisas conheceu era a Geloteca. Após o fórum, as pessoas que participaram dele se organizaram e promoveram um grupo de discussão (GD), mais tarde este grupo se tornou o organizador da FLIPoá (Festa Literária Itinerante Poaense) e abraçaram a proposta de realizar o projeto Livroteca em Poá inspirado na Geloteca. Para tocar este e outros projetos culturais e educacionais de incentivo a leitura a RAiZ criou o círculo Educação e Cultura, o qual o GT Flipoá faz parte. Do círculo e do GT qualquer pessoa da sociedade civil pode participar, o GT ainda é aberto para participação de qualquer instituição que queira de forma positiva colaborar.

“Teremos uma equipe a qual ficará responsável por organizar as diversas atividades para movimentar a Livroteca. Não será depósito de livro, será um equipamento cultural funcional, será uma política pública eficiente de democratização ao acesso à leitura, de estudo, de formação de cidadãos e cidadãs.” Relata 
Magno Oliveira membro do círculo Educação e Cultura da RAiZ e do GT FLIPoá, que complementa “Esta será a primeira, mas teremos uma segunda que será inaugurada em Nova Poá e nos próximos meses inauguraremos outras em todos os cantos da cidade.”

Os livros foram recebidos de doação, diversos pontos de coleta na cidade serviram de base para a arrecadação. Quem quiser colaborar doando livros ou geladeiras sem utilização pode entrar em contato por meio das fan pages: FLIPoá ou RAiZ Movimento Cidadanista Poá-SP, há ainda o e-mail: raizmovimentocidadanistapoa@gmail.com. No próprio ponto instalado a Livroteca poderá receber as doações.


segunda-feira, 4 de abril de 2016

ORGANIZADORES SE REUNEM PARA ACERTAR DETALHES DA PRÓXIMA EDIÇÃO DA FLIPOÁ

Na 1ª edição da FLIPOÁ foram doados mais de 500 livros
foto: Rodrigo Condesso


Nesta terça-feira (05), às 19h30, os organizadores da Feira Literária Itinerante Poaense (FLIPOÁ) se reunirão para mais uma reunião de organização da 2ª edição da FLIPOÁ. O encontro é aberto para participação de qualquer cidadão que tenha a intenção de contribuir para a realização deste projeto. O local da atividade é na Rua Maria Janoni Novazzi, 87. Centro de Poá.

O grupo organizador da FLIPOÁ é atualmente formado pelo Partido-Movimento RAiZ Movimento Cidadanista Poá-SPAssociaçãoCultural OperetaGrupo Esperança e Instituto de FormaçãoPolítica Augusto Boal (IFAB) e pessoas não integrantes das ONGs, nem da RAiZ.


Em reuniões anteriores decidiu-se que a próxima FLIPOÁ será no Jardim Nova Poá, dia 21 de maio, das 10 às 18 horas. A partir de agora os próximos encontros serão para definição da programação e outros detalhes referente à FLIPOÁ.


Esta semana terá início a campanha de doação de livros. As doações, segundo Magno Oliveira membro da RAiZ e do IFAB vão viabilizar a implantação de dois pontos de leitura na cidade, sendo um na Vila Sopreter e outro na Nova Poá por meio do projeto Livroteca. 

Estas propostas foram apresentadas e discutidas durante o fórum com o tema “Bibliotecas”, realizado, em julho de 2015, pela RAiZ.  Além disso, esta campanha também será responsável por arrecadar livros para serem distribuídos durante a segunda edição da FLIPOÁ.

“Um dos principais aspectos da FLIPOÁ será a inclusão social, faremos um evento para todos os públicos, outro é a democratização da leitura. Há vários aspectos neste projeto. Não é limitado só à Cultura, mas o Turismo, Educação também. Além do combate à desigualdade social, entre outros pontos, que são fatores pensados na formulação desta que é uma política pública” Afirma Oliveira.


sábado, 12 de março de 2016

SKATE PARK POÁ RECEBE EDIÇÃO DO SLAM SUJEIRA

Neste próximo sábado (12/03), a partir das 17 horas, a pista de skate de Poá será palco da edição de março do Slam Sujeira, que tem como principal atração a batalha de poesias. O vencedor garante vaga para o Slam BR (Brasil) e poderá disputar o mundial, na França, em dezembro. O Skate Park de Poá está localizado na Avenida Leonor Bolsoni Marques da Silva, 333, Centro. Em frente ao viaduto de Poá. Há cinco minutos da estação de trêm da cidade.

As edições do Slam Sujeira ocorrem todo segundo sábado do mês, toda edição concede vaga para o Slam BR (Brasil). Para participar do Slam é necessário inscrição de 3 poesias autorais, recitá-las sem auxílio de adereços, e não devem passar de 3 minutos. Além da competição, microfone é aberto para qualquer um expressar o que sente por meio de intervenção artística-cultural.

"Em meio há esses dias caóticos, em plena sujeira na qual somos obrigados a sobreviver, nasceu mais uma fonte de resistência. SLAM SUJEIRA, no ar. O Slam tráz como proposta, objetivos muito além da disputa, da batalha, tráz também a evolução não só dos poetas que participam mais de todos que se dão ao luxo de pelo menos darem 3 minutos de atenção. Além de priorizar a ocupação do espaço da pista de skate, trazendo cultura e informação". Diz a organização do evento por meio de sua página oficial do Facebook. Mais informações podem ser solicitadas pela rede social, por meio,  deste endereço: https://www.facebook.com/SLAM-Sujeira-1195084540507440/?fref=ts

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Projeto "A Zona Leste é o Centro" Traz Edu Sereno

O cantor paulistano se apresentará no Sesc Itaquera no último domingo do mês durante aproximadamente 1h.


Siga o FC no Twitter:  @folhetimcultura ou twitter.com/folhetimcultura

O PROJETO

A Zona Leste é o Centro: Série de ações representativas da cultura das regiões periféricas. Uma cultura rica, efervescente e com propostas estéticas e características próprias, que acaba extrapolando as margens da cidade e influenciando a cena cultural como um todo. Uma oportunidade de contato direto com a produção artística da Zona Leste de São Paulo.

EDU SERENO

Com suas músicas tocando em mais de 7 capitais, o compositor paulistano Edu Sereno vem ganhando notoriedade por suas letras provocativas e arranjos autênticos. Com lançamento previsto para Outubro, O Pão Que O Diabo Ama Sou, seu disco de estreia, trata-se de um registro das canções nascidas e amadurecidas durante a turnê de seu primeiro trabalho, o EP 'Esquinas, Janelas e Canções' em mais de 40 apresentações Brasil afora.

Tocando em cidades como Recife, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, e principalmente São Paulo, Edu tem feito shows de muita intensidade e vibração, lotando teatros e projetos importantes (Sesc, Virada Cultural, Palácio das Artes, Solar de Botafogo, Centro Cultural São Paulo, Tom Jazz com Jorge Mautner, Studio SP, Sofar Sounds, SIM) por onde tem passado.

Suas canções são coleções de histórias. Sereno divide ao longo do espetáculo sensações e experiências em relação à vida e ao mundo, que rapidamente estabelecem laços com cada os presentes, arrancando aplausos, sorrisos e lágrimas por onde se apresenta.

Para conhecer um pouco da magia do jovem compositor, veja os clips nos links abaixo:   

Serviço: A Zona Leste é o Centro
Quando: 31/01 às 16 horas
Quanto: Grátis
Onde: Sesc Itaquera
Praça de Eventos
Endereço: Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1000 - Itaquera, São Paulo – SP (11) 2523-9200

Fonte: Leandro Almeida - Assessoria de Imprensa
Postagem: Dhyne Paiva

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Penteados, uma questão de identidade é a primeira exposição virtual de 2016 da fundação Pró-Memória

Além de representar modismos, tendências, preferências e crenças, os cabelos têm grande relevância cultural. Eles revelam símbolos ao longo da história, expressam uma época, por isso, a Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul promove desde a primeira segunda-feira de janeiro (4/1) a exposição virtual Penteados, uma questão de identidade, que ficará em destaque no site da instituição (www.fpm.org.br) até o próximo dia 31.

Odete Angelina Masini, filha de Romeu Masini, em foto da década de 1920 (Acervo/Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul)

Por meio das imagens do acervo do Centro de Documentação Histórica da instituição, a mostra apresenta tendências mundiais e transformações que fizeram a cabeça das sul-são-caetanenses desde o início do século 20 até a década de 1970. O objetivo da exposição é também celebrar o Dia do Cabeleireiro (19 de janeiro).

Siga o FC no Twitter:  @folhetimcultura ou twitter.com/folhetimcultura

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 4223-4780.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Espetáculo 'Malandro é Malandro e Mané é Mané’ Fica em Cartaz Até o Final de Fevereiro

O espetáculo, que foi sucesso durante curta temporada em BH, retorna à cidade com apresentações no Teatro da Maçonaria de 8 de janeiro a 28 de fevereiro durante Campanha de Popularização do Teatro e da Dança



Siga o FC no Twitter:  @folhetimcultura ou twitter.com/folhetimcultura
Participe do grupo do FC no Facebook

O espetáculo politicamente incorreto ‘Malandro é Malandro e Mané é Mané’ confirma a participação na Campanha de Popularização do Teatro e da Dança. A peça ficará em cartaz de 8 de janeiro a 28 de fevereiro no Teatro da Maçonaria (Av. Brasil, 478, Santa Efigênia, BH) com ingresso a preço único de R$ 15.
Em janeiro, a montagem será apresentada às quintas e sábados, às 19h, e aos domingos às 21h. No mês de fevereiro, o espetáculo pode ser assistido às sextas e sábados às 21h e aos domingos às 19h.

‘Malandro é Malandro e Mané é Mané’ é uma comédia teatral que narra a história de duas mulheres que se veem obrigadas a mudarem  bruscamente seus modos de ver e estar na vida após a morte de “seus" maridos.

As atrizes mostram suas versatilidades vivendo diversos personagens  que retratam o cotidiano do brasileiro através de sua forma de  vivenciar as questões e contradições da politica brasileira. O texto discute de forma cômica as diferenças sociais e traz à cena uma gama de personagens loucos hilários e cotidianos, de fácil identificação em nosso povo.

A atual situação política do país também é tratada de forma cômica e ao mesmo tempo crítica.

SERVIÇO

Espetáculo: Malandro é Malandro e Mané é Mané na Campanha de Popularização do Teatro e da Dança
Datas: 8 de janeiro a 28 de fevereiro de 2016
Horários: Janeiro: Quintas e sábados às 19h e domingos às 21h;
Fevereiro: Sextas e sábados às 21h e domingos: 19h
Local: Teatro da Maçonaria (Av. Brasil, 478, Santa Efigênia, BH)
Valores dos ingressos:  R$ 15,00 (Preço único)
Pontos de vendas dos ingressos:  Postos Sinparc e www.sinparc.com.br
Classificação indicativa: 12 anos
Duração: 70 minutos
Informações ao público: (31) 99106 1398

Publicado por: Dhyne Paiva
Fonte: Grupo Balo de Comunicação