O ator e produtor Paulo Betti fará uma palestra sobre cinema nesta sexta-feira

Suzano, O ator e produtor Paulo Betti fará uma palestra sobre cinema nesta sexta-feira (30/4), às 20h, no Teatro Municipal Dr. Armando de Ré (rua General Francisco Glicério, 1.334 – Centro). Ele falará de sua carreira e discutirá os desafios e perspectivas do cinema brasileiro. A apresentação do artista encerra a atividade de cinema que tem início às 17h. Haverá também apresentações de filmes produzidos em oficinas no município. O evento é gratuito e terá as presenças do prefeito Marcelo Candido e do secretário de Cultura, Walmir Pinto.



A atividade começa com a exibição do média-metragem “Meninas da Olaria”, realizado na primeira oficina Cine Documentário, no Centro Cultural de Palmeiras. Outro filme produzido em Suzano será exibido, o curta-metragem “Mães e Filhas”, feito pelos alunos das novas oficinas de Cinema da Secretaria de Suzano, também do núcleo Palmeiras.



A recém-criada Associação Paulista dos Produtores Audiovisuais (APPA) vai apresentar, durante a atividade, sua diretoria. O organizador da atividade e produtor de cinema Peterson Queiroz é o presidente da entidade, que tem como parceiros a Secretaria de Cultura de Suzano e o Pontão de Cultura "Tecendo o Saber".



O evento será finalizado com a palestra do ator Paulo Betti, que falará sobre sua experiência em cinema, teatro e televisão e discutirá o cinema brasileiro atual. Paulo Betti também falará sobre sua mais recente experiência na direção de filmes, o longa-metragem "Cafundó". Protagonizado por Lázaro Ramos, o trabalho ganhou 15 prêmios, sendo cinco Kikitos no Festival de Gramado de 2005.



Para o secretário de Cultura, Suzano está vivendo um momento especial na área cultural, com a execução de políticas públicas voltadas à área. Diversas personalidades que são referência nas áreas em que atuam já estiveram na cidade para dividir as experiências com os artistas e moradores de Suzano. “Temos olhado para todas as áreas culturais do município, teatro, música, cinema, artes plásticas e cultura popular”, afirmou.



Paulo Betti



Paulo Betti é ator e produtor de teatro, cinema e televisão. Formou-se na Escola de Arte Dramática – EAD. Em 1978, fez parte do sucesso Na Carrera do Divino, de Carlos Alberto Soffredini. A realização lhe valeu importantes prêmios paulistas de melhor diretor da temporada.

Na década de 80, fez direções sucessivas no teatro, com A Lata de Lixo da História, de Roberto Schwartz, 1980; O Anti-Nelson Rodrigues, de Nelson Rodrigues, em 1981; e Feliz Ano Velho, de Alcides Nogueira e Marcelo Rubens Paiva, 1983. Este último espetáculo faz excursão pelo Brasil e é apresentado na Europa.



Em 1989, retorna ao palco como ator em Perversidade Sexual em Chicago, de David Mamet, espetáculo do qual é também produtor. Em 1991, ganha o Prêmio Shell de melhor ator em A Fera na Selva, de Henry James, com direção de Luiz Arthur Nunes.

Participou de diversas tramas globais, como Tieta, A Próxima Vítima e Força de um Desejo. Atua também no cinema, com destaque Jogo Duro, de Ugo Giorgetti; Ed Mort, de Alain Fresnot; Doida Demais e Guerra de Canudos, de Sergio Rezende.




Fonte: Imprensa de Suzano
Reprodução: Magno Oliveira
Fotos: Internet

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá