São Paulo 458 anos: No Café da Manhã com Poesia: A garoa de São Paulo por Magno Oliveira


A Garoa de São Paulo

Magno Oliveira

Quando não estou em São Paulo
estou só! tudo é não
tudo é solidão
sem a garoa de São Paulo.
Avenida São João,
República, MASP, Mercado Municipal,
Morumbi, aqui longe onde vocês estão?
Correr pela Marginal
Descer para o litoral
sem São Paulo me sinto mal...
Quando não estou em São Paulo
estou só! tudo é não
tudo é solidão

sem a garoa de São Paulo...




Twitter Folhetim Cultural: 

Facebook Folhetim Cultural: 

E-mail Folhetim Cultural: 
folhetimcultural@hotmail.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”