TURINO ACONSELHA POAENSES SE UNIREM PARA IMPLANTAR LEI CULTURA VIVA EM POÁ


Ao final do bate-papo Turino posou para fotos com todos que foram ao encontro.


A burocracia foi um dos fatores que prejudicaram e prejudica o Programa Cultura Viva/Pontos de Cultura do governo federal, o idealizador dos Pontos de Cultura, Célio Turino, aconselhou os poaenses, as instituições e movimentos culturais a se mobilizarem para criar e aprovar a Lei Cultura Viva, na cidade. Dessa forma será possível criar pontos de cultura no munícipio e garantir recursos para eles funcionarem plenamente.

Turino participou de um bate-papo realizado pela Associação Cultural Opereta com apoio cultural da RAiZ Movimento Cidadanista Poá - SP, partido-movimento, que Célio é um dos fundadores, no último sábado, no Espaço Cultural Opereta na presença de diversos agentes de cultura da região.

Para Magno Oliveira, recém eleito suplente do Conselho de Cultura de Poá pela IFAB (Instituto de Formação Augusto Boal), um dos fundadores da RAiZ e membro do Círculo Municipal de Poá do partido-movimento é possível aplicar o programa de forma municipal. 

Isto foi reforçado por Turino, que disse ao longo do bate-papo que com R$ 600 mil por ano é possível manter até cinco pontos de cultura. Para se ter uma ideia, o orçamento da pasta de Cultura no município para este ano é de R$ 13,3 milhões. Magno garantiu que trabalhará para colocar a proposta em análise pelo Conselho de Políticas Culturais de Poá, que será empossado em breve. Ainda segundo Magno Oliveira a RAiZ trabalhará para contribuir no processo de discussão e implantação do projeto na cidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá