Devaneios do ranzinza por Roberto Prado: Transação


Roberto Prado colabora com o Folhetim Cultural desde o início de 2011, Devaneios do Ranzinza aos sábados ás 21 horas e o Chá das 5 uma vez ao mês no sábado. Roberto Prado já publicou dois livros pela (CBJE) Câmara Brasileira de Jovens Escritores, Gringas e Outras Histórias está na segunda edição.





Devaneios do Ranzinza sábados 21 horas

Chá das 5 sábados 17 horas


Folhetim Cultural no Twitter



Transação





Se o que deixei ficou
Largado
Se o que plantei
Murchou
Se o que achei que tinha valor
Nem prestou nem ao penhor
Se tudo que dei
Nada valia
Se tudo que disse
Foi logo esquecido
Se tudo
Virou nada
De quem será
A culpa?
Quem me culpa?
Quem me julga?
Quem se acha meu igual
Para tal?
Serei assim tão nada?
Será o outro
Assim tão mais que eu?
Porque me comparas
Porque me medes?
Sou acaso assim tão vil objeto?
Nada fui?
Sou só presente sem passado?
Vejo que sim
E sem futuro
No presente perco na comparação
No passado perco feio para esquecimento
Mas o que fiz para merecer tudo isso?
Me julgas
Me comparas
Mas quando vejo o outro
(O objeto da comparação)
Tão abjeto e ganancioso...
Me pergunto o que vi em ti
Que miragem iludia meus olhos
Ao achar que merecias alguém assim
Feito eu
Mas na voragem do ter mais
Te enganas e
Te iludes com as migalhas que te oferecem hoje
(assemelhas-te a um cão faminto)
Tolo daquele que ambiciona mais do que merece ter
Do pode carregar
Tolo o que se ilude adulações
Te vendes por tão pouco
E muito pouco te sobrará ao
Fim de tão espúria transação
Nada valho, dizes e repete e repete e repete e repete
Nada tenho, afirmas
Quase gritas que
Em mim nada há a ser roubado
Nada em mim que se ambicionem
Tens razão
Tens razão
Pois que
Conclua-se a transação
Vende-te
Sei ao certo
Que pagarão por ti
Bem mais do que vale
Seja então e por fim
Feliz!

Roberto Prado

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá