COM A SAÍDA DE MARTA SUPLICY, JUCA FERREIRA PODE VOLTAR AO MINISTÉRIO DA CULTURA.

Com o recente pedido de demissão da, até então,  Ministra da Cultura, Marta Suplicy (PT-SP), o ex-Secretário-Executivo Juca Ferreira, que atuou no Governo Lula e encontrava-se afastado para coordenação da campanha da presidenta Dilma Rousseff, é o nome mais cogitado para ocupar o lugar da petista.

Na carta de demissão enviada a Presidenta Dilma na última terça-feira (11), Marta  diz esperar que a presidenta "escolha uma equipe econômica independente e experiente" para que esta possa resgatar a credibilidade do governo e garantir o crescimento nacional.

Marta retornará ao Senado como representante do estado de São Paulo após permanecer no Ministério por dois anos. A intenção é fortalecer a bancada petista no senado. A petista tem interesse em se candidatar a prefeitura da Capital a qual administrou de 2000 a 2004 e cogita sair do Partido dos Trabalhadores para que isso se concretize.

Dilma Rousseff diz não ter pressa para a escolha dos novos ministros, mas com a saída  de Marta Suplicy, alguns nomes já foram citados como possíveis substitutos, entre eles Chico César e José Sarney, porém o mais esperado é que Juca Ferreira retorne ao Ministério da Cultura.


JUCA FERREIRA


Juca Ferreira nasceu na Bahia onde dedicou-se a política e a ações culturais e ambientais.  Passou nove anos exilado no Chile, Suécia e França por participar da resistência ao regime militar. 

De volta ao Brasil, trabalhou como assessor especial da Fundação Cultural do Estado da Bahia e desenvolveu diversos projetos na área da Cultura.
No início dos anos 90, participou da construção de um dos primeiros projetos de arte-educação do Brasil, o Projeto Axé, voltado para crianças e adolescentes em situação de risco social. Ferreira incluiu a dimensão cultural nas ações socioeducativas do Axé, hoje considerada uma das mais importantes características do projeto.
De 93 a 97, desenvolveu uma das mais reconhecidas ações socioambientais da Bahia, o Jardim das Folhas Sagradas, projeto eco-antropológico com as comunidades dos terreiros de Candomblé.
Foi vice-presidente da Fundação Movimento Onda Azul, cujo presidente era o músico Gilberto Gil. Foi eleito duas vezes vereador do município de Salvador, de 1993 a 1996 e de 2000 a 2004.
Durante sua última legislatura como vereador, em 2003, foi chamado pelo ministro Gilberto Gil a assumir o cargo de Secretário-Executivo do Ministério da Cultura, onde permaneceu durante os cinco anos e meio de gestão de Gilberto Gil. 

Em agosto do mesmo ano, foi convidado pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, a assumir o cargo de Ministro de Estado da Cultura, empossado no dia 28 de agosto. Ficou à frente do MinC até o final do Governo Lula
Atualmente, Juca Ferreira é Secretário de Cultura do Município de São Paulo da gestão de Fernando Haddad.



Dhyne Paiva

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá