COM A SAÍDA DE MARTA SUPLICY, JUCA FERREIRA PODE VOLTAR AO MINISTÉRIO DA CULTURA.

Com o recente pedido de demissão da, até então,  Ministra da Cultura, Marta Suplicy (PT-SP), o ex-Secretário-Executivo Juca Ferreira, que atuou no Governo Lula e encontrava-se afastado para coordenação da campanha da presidenta Dilma Rousseff, é o nome mais cogitado para ocupar o lugar da petista.

Na carta de demissão enviada a Presidenta Dilma na última terça-feira (11), Marta  diz esperar que a presidenta "escolha uma equipe econômica independente e experiente" para que esta possa resgatar a credibilidade do governo e garantir o crescimento nacional.

Marta retornará ao Senado como representante do estado de São Paulo após permanecer no Ministério por dois anos. A intenção é fortalecer a bancada petista no senado. A petista tem interesse em se candidatar a prefeitura da Capital a qual administrou de 2000 a 2004 e cogita sair do Partido dos Trabalhadores para que isso se concretize.

Dilma Rousseff diz não ter pressa para a escolha dos novos ministros, mas com a saída  de Marta Suplicy, alguns nomes já foram citados como possíveis substitutos, entre eles Chico César e José Sarney, porém o mais esperado é que Juca Ferreira retorne ao Ministério da Cultura.


JUCA FERREIRA


Juca Ferreira nasceu na Bahia onde dedicou-se a política e a ações culturais e ambientais.  Passou nove anos exilado no Chile, Suécia e França por participar da resistência ao regime militar. 

De volta ao Brasil, trabalhou como assessor especial da Fundação Cultural do Estado da Bahia e desenvolveu diversos projetos na área da Cultura.
No início dos anos 90, participou da construção de um dos primeiros projetos de arte-educação do Brasil, o Projeto Axé, voltado para crianças e adolescentes em situação de risco social. Ferreira incluiu a dimensão cultural nas ações socioeducativas do Axé, hoje considerada uma das mais importantes características do projeto.
De 93 a 97, desenvolveu uma das mais reconhecidas ações socioambientais da Bahia, o Jardim das Folhas Sagradas, projeto eco-antropológico com as comunidades dos terreiros de Candomblé.
Foi vice-presidente da Fundação Movimento Onda Azul, cujo presidente era o músico Gilberto Gil. Foi eleito duas vezes vereador do município de Salvador, de 1993 a 1996 e de 2000 a 2004.
Durante sua última legislatura como vereador, em 2003, foi chamado pelo ministro Gilberto Gil a assumir o cargo de Secretário-Executivo do Ministério da Cultura, onde permaneceu durante os cinco anos e meio de gestão de Gilberto Gil. 

Em agosto do mesmo ano, foi convidado pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, a assumir o cargo de Ministro de Estado da Cultura, empossado no dia 28 de agosto. Ficou à frente do MinC até o final do Governo Lula
Atualmente, Juca Ferreira é Secretário de Cultura do Município de São Paulo da gestão de Fernando Haddad.



Dhyne Paiva

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”