“Tertúlia: Roteiristas” promove oficina gratuita com Leusa Araújo no Sesc Consolação

Atividade ocorre em 8 de novembro e tem inscrições abertas

No próximo sábado o Sesc Consolação recebe a jornalista, escritora e pesquisadora de teledramaturgia Leusa Araújo para oficinas de roteiro com foco na construção de personagens. A ação faz parte do projeto “Tertúlia: Roteiristas”, que já reuniu renomados profissionais do cinema e da teledramaturgia para conversas com o público. Já participaram das atividades em 2014 personalidades como Paulo Lins, Pablo Trapero, Esmir Filho e Newton Cannito.

O objetivo de “Tertúlia: Roteiristas” é discutir e promover encontros sobre a arte do roteiro. Tendo como plataforma debates, oficinas e mostra de filmes, o projeto adentra às mais diversas modalidades da produção de roteiros. Leusa Araújo, em sua oficina, traz a tona questões ligadas a pesquisa para a montagem do espectro completo de personalidades para personagens de tramas. Sua experiência de mais de 20 anos auxiliará novos produtores no passo a passo da pesquisa para a construção de novas peças cinematográficas e literárias.

Confira informações sobre o evento:

SERVIÇO:

“Tertúlia Roteiristas” – "Novela: a pesquisa e a construção de personagens" com Leusa Araújo

Data: 08 de novembro (sábado), das 11h às 18h
Local: R. Dr. Vila Nova, 245 - Vila Buarque, São Paulo - SP, 01222-020
Mais informações: (11) 3234-3000
Ingresso: Entrada gratuita.
Classificação etária: Livre

A OFICINA

"Novela: a pesquisa e a construção de personagens" com Leusa Araújo

Como a pesquisa pode auxiliar autores e roteiristas na construção de personagens? A busca de depoimentos reais e consulta a diários, artigos, livros, filmes, fotografias, e outras fontes documentais exigem método do pesquisador. Sejam figuras históricas, verídicas ou imaginárias, a pesquisa pode jogar nova luz à composição de personagens – seja para a teledramaturgia, cinema ou outra criação ficcional.

SOBRE LEUSA ARAÚJO

Leusa Araújo é jornalista, escritora e pesquisadora de teledramaturgia. Estreou na literatura em 1994. Suas principais obras para o público juvenil são: “A cabeleira de Berenice“ (2006), indicada para o Prêmio Jabuti na categoria Melhor Juvenil; “Tatuagem, piercing e outras mensagens do corpo” (2005) e “Ordem, Sem Lugar, Sem Rir, Sem Falar” (2010). Em 2012, lançou o “Livro do Cabelo”, resultado de seis anos de pesquisas sobre o assunto.

Postagem: Magno Oliveira
Fonte: Baobá Comunicação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

Arquivo da Música: Roupa Nova