Poesia de Carolina Pinheiro Lomba


No dia em quem tirarem minha liberdade, tirarei minha própria vida. 
Com meu sangue, deixarei um recado
Simples, discreto até:
"Apenas fui aperfeiçoar meu conhecimento.
E quando eu voltar, lhes ensinarei boas coisas
Coisas que mesmo sem liberdade, terão valor."

Carolina P.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá