Poesia de Carolina Pinheiro Lomba


No dia em quem tirarem minha liberdade, tirarei minha própria vida. 
Com meu sangue, deixarei um recado
Simples, discreto até:
"Apenas fui aperfeiçoar meu conhecimento.
E quando eu voltar, lhes ensinarei boas coisas
Coisas que mesmo sem liberdade, terão valor."

Carolina P.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”