Chá das 5 com David White: Teu Rosto

David White escreveu seu primeiro poema quanto tinha 15 anos. Pretende estudar filosofia e divulga seus textos pela primeira vez. Vive em Poá - SP desde que nasceu.


Teu Rosto

Teu rosto,
ávido e branco
Como a neve
De súbito me encanta
Me enobrece

E assim seu sorriso
Tímido resplandece
E muda minha noite
E enaltece

Rubro e tímido
Me atenho a apenas observar
Como a pescador que admira o mar
Mas sua beleza
Alva, cândida, embriaga
Pode se dizer que me toma o ar.

Também não esqueço
Os olhos de safira
Que a minha vista tomou de assalto
Que faz na retina ferida
Que submerge qualquer brilho falso
Que a todos os outros escandaliza
Que se fez meu alvo
Mas eu pouco ou nada ousaria

Mas um beijo qualquer
Numa noite qualquer
Pouco ou nada simboliza
Mas seus olhos de água marinha
Que tudo que olha acetina
Teu sorriso que no mundo abriga outra maravilha
E teus beijos que queimaram minha noite vazia
Não sei porque vieram a mim

Autor: David White


Acompanhe a programação do Chá das 5:

Segunda-feria: Roberto Prado - Blog ETC & Basta



Terça-feira: Beto Ribeiro



Quarta-feira: Magno Oliveira - Poeta Magno Oliveira



Quinta-feira: Dhyne Paiva - Liberdade de Expressão



Sexta-feira: David White.



Twitter: @folhetimcultura


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

Arquivo da Música: Roupa Nova