Descoberta sexuais de adolescente durante a ditadura são tema de livro


“Caos de uma vida sem sonhos” é a primeira obra publicada pelo estudante de cinema Henrique Ludgério

Durante os anos 70, a ditadura assombrou o Brasil e aterrorizou a população com suas regras e censuras. Entretanto, em uma pequena cidade fictícia do interior , ela conseguiu passar quase despercebida. É lá que vive Guilherme, protagonista de “Caos de uma vida sem sonhos”. O livro é o primeiro publicado pelo estudante Henrique Ludgério e chega às lojas pela editora Multifoco a partir do dia 20 de agosto de 2011.
Filho adotivo de uma família conservadora, Guilherme experimenta o desejo sem limites. A primeira paixão, por exemplo, foi pela meio-irmã. A vida do jovem fica ainda mais agitada com a chegada de um garoto na cidade, que aguça seus sentidos e provoca uma redescoberta que mudará sua vida e a de todos ao redor.  A partir deste momento, questões humanas entram em xeque, como amor, sexo, memória, tradição, nostalgia e os sonhos, que representam liberdade.
Guilherme deseja que seus caminhos sejam livres como seu pensamento.  
Se o espaço em que vive encerra suas possibilidades, sua prosa simples, pelo contrário, se abre ao máximo para o inusitado. Existem cores, relevo das palavras e pausas.
Ele não sabe bem aonde quer chegar, mas sabe que a cidade em que vive o enjaula. E, assim, nos conta - entre bucólico e desesperado - as questões que o afligem: sua sexualidade, a vontade de fugir, a necessidade de assumir o desejo e a ânsia por liberdade.

Sobre Henrique Ludgério:

Influenciado pela poesia concreta, Henrique mistura palavras a artifícios visuais, como cores e formas. O estilo que marca seu primeiro livro já estava presente no blog Cinestesia (ominimalista.blogspot.com), que manteve entre 2008 e 2010. O jovem cursa o último ano de cinema na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Ele participou da produção de quatro documentários, e foi premiado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em 2007, com o curta-metragem "A Flor do Mangue". Também atua como roteirista e jornalista.

Serviço:
Editora: Multifoco
Preço sugerido: R$38,00
Número de páginas: 166

Fonte: Henrique Ludgério
Postagem: Magno Oliveira

Comentários

  1. Muy buena entrada que remomora años muy duros.Un abrazo .

    ResponderExcluir
  2. Olá, Magno!

    Estou de volta aos blogs e passo aqui para deixar o meu abraço fraterno e o desejar que sua semana seja abençoada

    Deus seja contigo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco!

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo