Memória Viva: projeto chega à 20ª homenagem‏


O prefeito em exercício, Walter Roberto Bio; o presidente da Câmara, Zaqueu Rangel, e o secretário de Cultura, Walmir Pinto, com Ruth, filha do homenageado José Adelino, e Roberto Mathey








O projeto Memória Viva entregou a 20ª homenagem a suzanenses que fizeram e fazem parte da história da cidade. Na noite de quarta-feira (27/7), as famílias de Roberto Mathey e José Adelino Moreira de Azevedo (in memoriam)compareceram em peso ao Casarão das Artes para participar do evento, que contou com a presença do prefeito em exercício, Walter Roberto Bio.

“É uma honra estar aqui. Este projeto é uma forma de contar outras histórias, além das que já foram escritas sobre a cidade, e de contemplar figuras trabalharam em prol do município”, disse.

Bio também reforçou que o Memória Viva sempre está aberto a sugestões de homenageados e homenageadas. “Contamos com vocês para resgatar a verdadeira história de Suzano”, afirmou.

A filha de José Adelino Moreira de Azevedo, Ruth, falou em nome da família no evento e destacou a felicidade em receber a homenagem. “Meu pai fez tudo por esta cidade”, afirmou. Nascido em 1904 em São Paulo, ele veio ainda criança morar em Suzano. Sua família plantou uvas no município, e o pai de José Adelino organizou, em 1920, a Banda dos Moreiras, integrada por seus cinco filhos.

José Adelino ainda foi o sócio número 1 do Suzano Futebol Clube e sempre contribuiu com o desenvolvimento da instituição. Em 1942, foi nomeado subdelegado do distrito de Suzano do município de Mogi das Cruzes. Foi ainda eleito vereador pela União Democrática Nacional (UDN) para a primeira legislatura (1949-1952), quando Suzano obteve a emancipação político-administrativa. Faleceu em 29 de janeiro de 1980, deixando seis filhos.

O segundo homenageado da noite foi Roberto Mathey, de 96 anos. “Quero agradecer de todo coração esta homenagem”, disse. Filho de imigrantes suíços, ele estudou no Grupo Escolar de Suzano, jogou futebol no Suzano Futebol Clube e tocou clarinete e saxofone na Banda Lira Suzanense. Encarregado de obras da Prefeitura, supervisionou a requalificação da praça João Pessoa, reinaugurada em 1952. Foi presidente da Caixa de Previdência dos Funcionários da Prefeitura Municipal. Exerceu, também, a função de fiscal de obras e aposentou-se em 1982.
           
O secretário municipal de Cultura, Walmir Pinto, destacou que a intenção do projeto não é apenas de homenagear personalidades ilustres da cidade. “Tem muita gente construindo esta cidade todos os dias, e muita gente que não é lembrada”, disse. “Com o Memória Viva, estamos cumprindo nosso papel de gestores públicos de resgatar a memória da cidade”, completou.

O presidente da Câmara, vereador José Izaqueu Rangel, o Zaqueu Rangel, também participou do evento. Após a entrega das homenagens, Chiquinho, Teresa e o Grupo Geraes fizeram uma apresentação musical, mostrando ao público a trajetória do compositor Lupicínio Rodrigues.

O projeto

O objetivo do Memória Viva é recuperar informações importantes sobre o município e de personalidades que fazem parte da história de Suzano. Para cada encontro, são confeccionados banneres com as biografias dos homenageados. O material passa a compor o acervo da Diretoria de Patrimônio Municipal, Artístico, Arquitetônico e Cultural.

O Projeto Memória Viva é realizado na última quarta-feira de cada mês. Há sempre homenagens a personalidades da cidade e um show musical com canções de um compositor brasileiro.

Foto: Wanderley Costa
Fonte: SECOM (Secretaria de Comunicação de Suzano)
Postagem: Magno Oliveira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”