Zero ou Dez: Ailton Sales

Página do Folhetim no Facebook: http://www.facebook.com/pages/Folhetim-Cultural/306412726048485?sk=wall

Twitter do Folhetim Cultural: http://twitter.com/#!/FolhetimCultura

E-mail: folhetimcultural@hotmail.com

Sexta passada na estreia deste quadro tivemos Roberto Prado. Nesta sexta outro colunista do Folhetim Cultural o trovador Ailton Sales.


PT Partido dos Trabalhadores:  Nunca votei em partidos, não acredito neles. Sempre votei no candidato, quanto ao PT, embora tenha muitas coisas negativas foi o partido que deu a sustentação necessária para que o presidente Lula conseguisse fazer o governo que fez,queiram ou não queiram aqueles que por puro preconceito jamais o aceitaram e que hoje diante dos fatos (que não podem ser negados) tem de se calar, isso para não cair no ridículo. Portanto, minha  

nota só pode ser -10-

Gestão Lula: Não há nada que possa mostrar que foi uma gestão negativa, é só comparar o Brasil de antes e o de agora. Nota-10-

Gestão Dilma Rousseff:  Acho muito cedo para fazer uma avaliação, até agora não há nada que me faça arrepender de ter votado nela, tem muito caminho ainda pela frente e eu continuo confiando na sua capacidade. Nota -10-

Partidos Políticos Brasileiros: Como já disse não confio em partidos políticos principalmente no Brasil onde a fidelidade partidária é uma piada. São todos muito fiéis sim aos seus interesses, usam uma sigla somente para se eleger, depois, é outra história. Nota-Zero-

Globo, Estadão, Veja e Folha de São Paulo:  Dizer o que desses órgãos de imprensa que dominam o País há anos, que manipulam o povo, que mentem, que enganam, MERCENÁRIOS, sempre ao lado dos poderosos. Que nas eleições estão sempre dando apoio ao candidato que se eleito servirá sempre aos seus interesses. Felizmente a mentalidade dos jovens está mudando graças a internet onde se pode praticar a verdadeira democracia.

Maior exemplo foi na eleição passada quando tentaram empurrar ao povo goela abaixo o candidato ideal para servi-los, mentindo e forjando fatos que nunca aconteceram. Entre outros, o "terrível atentado contra José Serra",  que em menos de duas horas estava na mídia com laudo tecnico de um "perito criminal, felizmente desmascarado pouco tempo depois.(processo na justiça contra eles, engavetado ainda mas que um dia será julgado e o povo terá conhecimento então do caráter de quem pretendia ser presidente do Brasil) para esse tipo de imprensa nota Zero. 

Televisão Brasileira:  Na minha opinião pouca coisa se aproveita. Na guerra por audiência vale tudo. Hoje o que impera é a violência e o sexo. Uma enxurrada de novelas que chega até a confundir os "noveleiros", já nem sabem mais qual novela estão seguindo. Programas chamados humorísticos ( que Deus me perdoe) sem a menor graça além de péssimos "comediantes". Dia desses assisti uma entrevista no programa Frente a Frente com Gabi, onde o diretor de um programa humoristico disse ter que  pagar figurantes para rir, e que humorismo hoje para dar audiência tem de ter mulher pelada e as piadas serem feitas da cintura para baixo. Conclusão, quanto mais indecentes melhor. Nota -Zero- ( Se alguém se interessar posso dar o nome da emissora e do citado diretor)

Silvio Santos: Não gostaria de ter de falar sobre ele. É uma pena que alguém que através do seu trabalho, do seu talento, conseguiu formar um verdadeiro império sem que se levantasse jamais alguma duvida quanto a sua honestidade e ao seu caráter, chegasse agora, nessa altura da vida, ver o seu nome envolvido em um ato escuso. Alguém que conseguiu um canal de televisão com a intenção de fazer dele alguma coisa diferente, voltada para a arte, a cultura e o lazer (que sempre foi o que fez durante toda sua vida) de repente se igualar as outras e em alguns casos ficar ainda pior. 

Mesmo assim, por tudo que ele já fez, (e só pelo que já fez) não posso dar uma nota zero- Nota -10-

Internet:  A internet veio reduzir o nosso globo terrestre ao tamanho de uma ervilha. Assistimos em tempo real fatos acontecendo do outro lado do planeta como se os tivesse vendo de nossa janela. Podemos ter todo o tipo de informação com um simples toque numa tecla. Através das redes de relacionamento conhecer pessoas de qualquer parte do mundo e com elas trocar idéias, emfim a mais revolucionária invenção de todos os tempos. 

Hoje quase nada pode ficar oculto graças a internet. Infelizmente é através dela que uma verdade pode se transformar em mentira e uma mentira em verdade. Mas o custo-beneficio vale a pena, ela tem muito mais coisas boas que ruins. Nota -10-

Folhetim Cultural: Folhetim Cultural, uma preocupação constante de levar a cultura e o conhecimento a população. Reportagens leves e inteligentes que agradam a todos, oportunidades a quem se dedica as artes de mostrar seus trabalhos.nota-10-

Regina Azevedo: Regina Azevedo... Uma das minhas primeiras amigas no Orkut, mulher inteligente e de uma sensibilidade incrível, de pensamentos nobres e altruístas, sinto-me honrado em ser seu amigo e dedicar a ela toda a minha admiração e respeito.-Nota 10- (com louvor)

Artesanato: O artesanato corre nas veias de todo brasileiro, todo brasileiro é um artesão. Cedo ou tarde ele descobre que tem afinidade com alguma ferramenta e pode realizar coisas que nem ele mesmo acreditava que pudesse. Nosso artesanato é o mais versátil e o mais rico do mundo, nossos artesãos, na sua maioria vem de gente humilde, quase sem cultura nenhuma, trabalhando na maioria das vezes sem condições, lutando com todo tipo de dificuldades. No meu caso, sempre gostei de construir alguma coisa, desde menino, nunca pensei que um dia fosse tirar o sustento da família com aquilo que era chamado então de "artesanato". Aprendi numa revista a cortar garrafas. Comecei fazendo vasos, fui criando então outras peças, cinzeiros, abajus, lustres, porta guardanapo e paliteiro, jogo para vinho (garrafão e seis copos e torneirinha  licoreiras (usando vidros de anestesia, cortando o gargalo e colando no fundo transformando os em cálices). Passei depois a usar também laminas de vidro (restos de vidraçaria) fazendo miniaturas de Jogo de quarto, (cama, guarda roupas, criado mudo e penteadeira) . Jogo de copa e cozinha, (mesa, cadeiras, armários, estantes). Só fui ver mesmo que eu era artesão quando, na feira de artesanato de Poços de Caldas trabalhando durante doze anos e vendendo tudo o que conseguia produzir, rapidamente, dificilmente voltando para casa com alguma mercadoria, recebendo sempre daqueles que por algum motivo não compravam, palavras de elogio ao meu trabalho.

Disse tudo isso de mim mesmo para reforçar o que disse no inicio... Todo brasileiro é um artesão, é um artista, basta apenas que descubra do que é capaz.

Literatura Brasileira: Infelizmente não leio um livro há muitos anos. Na infância e na juventude fui um devorador de livros e revistas. Assinante do "GIBI MENSAL"GLOBO JUVENIL MENSAL" (histórias em quadrinhos). X9- CONTOS POLICIAIS, ALMANAQUE TICO TICO, (variedades)  e leitor assíduo de outras publicações dos anos 40/50. Assinante por seis anos da revista READER DIGEST. Livros lembro-me de ter lido, entre outros, 20 MIL LÉGUAS SUBMARINAS, VIAJEM AO CENTRO DA TERRA, A VOLTA AO MUNDO  EM OITENTA DIAS, se não me engano todos de Julio Verne.TARZAN,O REI DAS SELVAS, o FILHO DE TARZAN, ambos de Edgar Ricce Burroughs. ROBINSON CRUSOÉ, não me recordo o autor.

Da literatura brasileira lembro-me de NAVIO NEGREIRO, Castro Alves. CAPITÃES DE AREIA,TIETA DO AGRESTE, Jorge Amado GRANDE SERTÃO VEREDAS, Guimarães Rosa. A CABANA DE PAI THOMÁZ (não recordo o nome do autor).OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES  Monteiro Lobato.

MEU PÉ DE LARANJA LIMA, José Mauro de Vasconcelos e outros que talvez não me recordo.


Por um bom tempo passei a ler os livros psicografados por Chico Xavier e acho que foram os últimos que li. Pelo que conheci da literatura brasileira, e pelas noticias que leio hoje a respeito, não posso dar outra nota que não seja nota -10-

Chico Xavier: Chico Xavier, para mim, depois de Jesus Cristo o mais iluminado espirito que passou por este planeta. Homem que poderia ter sido dez vezes mais rico que qualquer um desses que hoje, dizendo se serem "homens de Deus", viajando em seus jatinhos, em seus carros importados e morando em luxuosas mansões... morreu como nasceu, uma vida de humildade dedicada inteiramente a ajudar os seus semelhantes. Não acredito que alguém tenha sido tão fiel á Jesus quanto ele. Nota - 10- (Com louvor)

Éder Jofre: Éder Jofre, meu idolo até hoje. Tive a felicidade de vê-lo lutar no Ibirapuera em São Paulo, se não me engano em 1966 contra o japonês Harada, sendo escandalosamente roubado, perdendo a luta não para o seu adversário que estava sendo massacrado, mas pelo juiz que não quis ver todos os golpes baixos e as cabeçadas dadas pelo japonês. Para quem viu a luta, Éder foi o vencedor. Nota-10-.

Tony Ramos: Nunca acompanhei uma novela inteira. Porém, as que assisti alguns capítulos e tinha a presença de Tony Ramos,a sua interpretação sempre foi extraordinária. Seja qual for o personagem que ele represente é de uma autenticidade fora do comum. Ele se transforma, deixa de ser o ator para ser o personagem, seja interpretando um brasileiro, italiano, português, alemão, seja lá o que for ele encarna o personagem.-Nota-10-

Lima Duarte: Este também é fantástico, é até difícil falar dele. É outro que pode ser uma hora uma pessoa ilustrada, cheia de cultura, rico empresário, e noutra um bandido ignorante, um cangaceiro. Enfim, qualquer que seja o personagem que represente é de uma autenticidade impressionante.-Nota-10.

Fernanda Montenegro: Das atrizes brasileiras talvez a mais perfeita, não tendo a mesma beleza física que a maioria das outras, revela porém uma beleza interior inigualável  Perfeita também nas suas interpretaçoes, independente do personagem que representa. Consegue cativar a todos, mesmo como vilã sempre mantem o publico simpático a ela.-Nota-10-.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo