Devaneios do Ranzinza: Ilha amaldiçoada


Roberto Prado colabora com o Folhetim Cultural desde o início de 2011, Devaneios do Ranzinza a partir deste ano todas ás segundas 18 horas e o Chá das 5 uma vez ao mês no sábado. Roberto Prado já publicou dois livros pela (CBJE) Câmara Brasileira de Jovens Escritores, Gringas e Outras Histórias está na segunda edição.
Blog de Roberto Prado: http://blogdonemesis.blogspot.com.br/



Ilha amaldiçoada


Ilha amaldiçoada
Mentes tua nascença
Humilhas teu povo
Ilha amaldiçoada
Que o mar não te engole
Que a Terra não te devora
Ilha maldita
Poluis teu mar
Cagas a água que bebe
Sujas a Terra que pisa
Tratas teus cidadãos
Como se crustáceos fossem
Deixa-os em mangues
Doentes e sub-humanos
Ilha maldita
Sois sim, a bem da verdade,
O portal do Tártaro
Ilha maldita
Tens tuas vias expressas
Com buracos, lombadas
crimes e mortes
ilha amaldiçoada
terras de mosquitos
doenças e vereadores demais
mentes em ser a primeira
quando na verdade sois a última
ilha amaldiçoada
das grandiosidades vazias
do Farol inútil
das ruas sem luzes
sem asfalto
sem higiene

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo