Premio Jabuti muda regras para 2011



Foto: Agência EstadoAmpliar
Karine Pansa, presidente da CBL
As regras do Jabuti, o mais tradicional prêmio da literatura brasileira, foram alteradas para a edição 2011. Este ano, apenas os vencedores da cada categoria poderão concorrer a livro do ano, tanto ficção quanto não ficção. Até o ano passado, os três primeiros colocados podiam entrar na disputa. Além disso, o número de categorias aumentou de 21 para 29.
A direção da Câmara Brasileira do Livro (CBL) nega, mas a alteração é resultado da polêmica causada pela escolha de "Leite Derramado", de Chico Buarque, como livro do ano em 2010. O volume foi vitorioso mesmo tendo sido terceiro colocado na categoria melhor romance.
A Record, uma das principais editoras do Brasil, havia ameaçado não inscrever suas publicações no Jabuti deste ano, em protesto contra a vitória de "Leite Derramado". A companhia publicou "Se Eu Fechar os Olhos", de Edney Silvestre, escolhido o melhor romance, mas derrotado por Chico Buarque na disputa de livro do ano.
"O Jabuti precisa ser aperfeiçoado a cada ano. Todas as questões que servem para aprimorar o prêmio foram discutidas", explica a presidente da CBL, Karine Pansa. Segundo ela, os protestos da Record foram levados em conta, mas não foram os responsáveis pela alteração. "Nós enxergamos essa discussão como democrática e benéfica", diz.
O valor pago ao vencedor de cada uma das 29 categorias continua sendo de R$ 3 mil. Já o ganhador de livro do ano, tanto ficcção quanto não ficção, é de R$ 30 mil. É um volume bem menor, por exemplo, que os R$ 200 mil pagos pelo Prêmio São Paulo de Literatura. Mas, segundo o curador José Luiz Goldfarb, a estratégia do Jabuti "não é valor".
"O Jabuti tem tradição e é respeitado por sua história", afirma, lembrando que a premiação foi instuída em 1958 e, durante muitos anos, foi a única do país. "Além disso, é mais abrangente. Os demais concursos geralmente só premiam ficção".
É justamente em nome da abrangência que o Jabuti aumentou seu número de categorias este ano. Agora são 29, contra 21 do ano passado. Três novas foram criadas (ilustração, gastronomia e turismo e hotelaria) e outras quatro foram desmembradas.
As inscrições começaram nesta quarta-feira (23), pelo site do Prêmio Jabuti, e vão até 31 de maio. Podem concorrer livros publicados no Brasil em 2010. Os dez finalistas de cada categoria serão anunciadas em 13 de setembro. Os vencedores serão conhecidos no dia 18 de outubro. Em 30 de novembro, o anúncio dos ganhadores de livro do ano (ficcção e não ficcção) acontecerá na Sala São Paulo.

Revisado, reproduzido e postado por Magno Oliveira
Fonte: Portal IG

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”