Thom Yorke distribui jornal do Radiohead nas ruas de Londres


O vocalista do Radiohead, Thom Yorke, virou jornaleiro por um dia. O cantor foi às ruas de Londres nesta segunda, 28, para distribuir exemplares do jornal The Universal Sigh, feito pela banda em parceria com o artista Stanley Donwood para marcar o lançamento físico do oitavo CD do Radiohead, "The King of Limbs", que chegou às lojas britânicas no mesmo dia.
O jornal está sendo distribuído em 61 cidades do mundo, de forma gratuita. A banda criou um site especial para o projeto, que reúne fotos de fãs recebendo o The Universal Sigh em diversos locais. Os jornalistas do periódico britânico Guardian, inspirados pela ação, gravaram uma versão de "Creep", sucesso do primeiro disco da banda, "Pablo Honey" (1993). "Enquanto o Radiohead publica seu jornal, o Guardian responde fazendo música", diz a página com o vídeo da versão.
O Radiohead, no entanto, garante que The Universal Sigh não tem a ver com a versão em jornal de "The King Of Limbs", vendida no site oficial da banda desde 14 de fevereiro e que será enviado, no dia 9 de maio, aos fãs que comprarem. O pacote inclui um CD, dois vinis de 10 polegadas, o download no formato escolhido, diversos desenhos em tamanhos diferentes e uma capa especial para armazenar o material.
"The King Of Limbs" foi lançado virtualmente no dia 18 de fevereiro. No site, os fãs podem escolher entre duas opções: comprar apenas o disco em formato digital ou encomendar também a versão física. Os preços variam. A versão digital custa R$ 15 no formato MP3 (com 320 kbps) e R$ 23 no formato WAV. Já a versão física custa R$ 80 com download em MP3 ou R$ 88 com o download em WAV. O frete de envio do pacote já está incluído.
Revisado e postado por Magno Oliveira
Fonte: Portal IG

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”