EXPOSIÇÃO SOBRE O CARNAVAL EM ITAQUÁ

          Exposição sobre a história do carnaval em Itaquá tem início na Câmara Municipal


Cerca de 30 peças compõem o acervo

O carnaval da cidade de Itaquaquecetuba tem muita história e parte dela está exposta no hall de eventos da Câmara Municipal desde a manhã desta segunda-feira, dia 26. Organizada pela Casa de Leis com apoio da LIESBCI (Liga das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de Itaquaquecetuba), a exposição ficará aberta a visitação até o final do mês de fevereiro.
Intitulada “Eternos Carnavais – Tradição e Memórias das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de Itaquaquecetuba”, a mostra conta com cerca de 30 peças e, segundo o curador do acervo, Jandir Souto, a exposição visa apresentar aos munícipes a história deste evento popular na cidade, por meio das suas agremiações e blocos carnavalescos. “Nesta exposição o público terá acesso às informações de cada agremiação associada à Liga das Escolas de Samba como, por exemplo, data de fundação, as cores da escola, os títulos conquistados, enredos campeões, entre outros”, disse.
A exposição chamou a atenção dos munícipes que estiveram na Câmara Municipal nesta segunda-feira. “O público está gostando, as pessoas entram nos gabinetes e, antes de irem embora, param em frente às peças para vê-las, isso é muito gratificante”, destacou Jandir, ressaltando que o evento que conta com o apoio cultural da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, da LIESBCI e do Grupo Stratégia, apresentará muitas informações para os amantes do carnaval.
Hall de eventos está aberto para receber os visitantes

A Câmara Municipal de Itaquaquecetuba está situada na Avenida Vereador José Barbosa de Araújo, nº 267, na Vila Vírginia (atrás da Prefeitura) e o horário para visitação é de segunda a sexta-feira, das 09 às 18 horas. Para obter mais informações, basta ligar para o telefone 4646-4520.
HISTÓRIA
O município de Itaquaquecetuba sempre esteve entre as melhores cidades do Alto Tietê, quando o assunto é “festas populares”. Durante anos o “Bandeirantes Atlético Clube”, o “Centro Comunitário”, o Centro Esportivo Municipal – CEMI”, foram palco dos animados bailes de carnaval onde a sociedade itaquaquecetubense se reunia para festejar uma das maiores festas do folclore nacional.
Simultaneamente, o carnaval de rua foi se fortalecendo e, consequentemente, abria ala para as escolas de samba mostrarem o seu potencial artístico e cultural. Uma das pioneiras, a “Escola de Samba da Vila Maria Augusta”, criada em 1976 e, atualmente é chamada de Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba – Zé Marinho (nome de seu principal fundador), puxou e incentivou uma gama de amantes do samba no município a também criarem em suas comunidades as demais co-irmãs, Mocidade Independente da Vila Bartira, Unidos da Colmeia, Unidos do Monte Belo, Pérola Negra, Quimera, Jardim do Carmo, Império do Caiuby, Imperatriz Quinta da Boa Vista, Leão de Ouro, Acadêmicos de Itaquá e as atuais campeãs Unidos da Vila Arizona e Unidos da Fiel.
Fotos: Ronaldo Andrade
Fonte: Assessoria de Imprensa de Itaquaquecetuba 
Postagem: Dhyne Paiva.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá