Relógios de diversos tipos, tamanhos e épocas compõem mostra no Museu Municipal

A partir de hoje (20/1) o público que passar pelo Museu Histórico Municipal (R. Maximiliano Lorenzini, 122, Bairro da Fundação) poderá apreciar mais de 50 modelos de relógios, doados por famílias e empresas da cidade, e que compõem a mostra Dança das Horas.
Exposição Dança das Horas traz relógios de pulso, de bolso, de parede, de mesa e de registro do ponto, além de despertadores (Divulgação/Fundação Pró-Memória)


 Datados do final do século 19 até a virada do século 20, são relógios de pulso, de bolso, de parede, de mesa e de registro do ponto, além de despertadores. Esse foi um período de surgimento e crescimento da atividade industrial em São Caetano, com aumento da população após chegada de imigrantes europeus e asiáticos, e de migrantes brasileiros.
Registros indicam que foram os povos asiáticos os primeiros a dividir o dia em 24 horas, pois o homem havia sentido necessidade de repartir o tempo para organizar as suas tarefas. O mais antigo instrumento para marcar as horas foi o “relógio de sol”, que usava a sombra de uma haste.
 Uma das cerca de 50 peças que estarão expostas no mostra Dança das Horas, no Museu Municipal (Divulgação/Fundação Pró-Memória)
A exposição seguirá em cartaz até 28 de março. O Museu Municipal funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h às 13h. A entrada é livre e gratuita. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 4229-1988.
Fonte: Fundação Pró-Memória
Postagem: Dhyne Paiva

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

Arquivo da Música: Roupa Nova