Com livros mais baratos, Bienal do Rio festeja vendas recordes


Foram 670 mil pessoas presentes à 15ª edição da Bienal do Livro Rio, que começou no dia 1º e terminou neste domingo, 11, no Riocentro, zona oeste da cidade. Este número é 5% maior do que a visitação registrada em 2009, segundo os organizadores. O recorde de público de toda a história do evento foi atingido na quarta-feira, feriado de 7 de Setembro, quando 110 mil pessoas visitaram o local ao longo do dia.
Pode-se destacar vários pontos positivos desta edição. A começar a diversidade da programação cultural, que este ano teve um investimento recorde de R$ 4,2 milhões (2,5 vezes maior que o da edição de 2009), levando ao Riocentro 113 autores brasileiros (além de 38 mediadores) e 21 estrangeiros. Além dos 787 que participaram do evento a convite de suas editoras. A Maré de Livros, apontada como a parte preferida dos jovens, levou mais de 110 mil pessoas a um mergulho no mundo da literatura.
Menos preços, mais vendas
“Ao final destes onze dias podemos afirmar que a Bienal entra para a história como a melhor de todos os tempos”, afirma Sônia Jardim, presidente do Snel (Sindicato Nacional dos Editores de Livros). “Uma programação cultural rica e diversificada, eventos voltados para os profissionais do livro e estandes grandiosos garantiram uma visitação recorde”, completa.
Sônia destaca ainda que 76% dos visitantes compraram livros. “A média foi de 5,5 exemplares por pessoa. Trata-se de um crescimento relevante em relação aos números da edição anterior, que foi de 4,8, provavelmente por conta do preço médio de cada obra, que caiu de R$ 24 para R$ 21,60. Isso representa um faturamento de 58 milhões, 12% a mais que a edição passada, e um registro de 2,815 milhões de exemplares vendidos, um aumento de 15% em relação a 2009”, contabiliza.
A Bienal chega ao fim com mais de 13 mil “curtidas” no Facebook e 14 mil seguidores no Twitter, onde o evento ficou durante cinco dias entre os Trend Topics Rio de Janeiro. A Bienal levou também aos Trend Topics nomes dos autores da programação, como Lauren Kate, Alyson Noël e Eduardo Spohr.
Esta foi também a Bienal das redes sociais, com cobertura completa e em tempo real da programação oficial do evento e dos destaques da variada agenda de atividades dos expositores.
As novas tecnologias também estiveram em evidência com a Bienal Digital, uma verdadeira degustação na qual os visitantes tiveram a chance de experimentar os mais variados e-readers e tablets, entrando em contato direto com as novidades. A próxima edição está marcada para acontecer entre 5 e 15 de setembro de 2013.
Fonte: Portal IG Cultura
Postagem: Magno Oliveira

Comentários

  1. Eu fui! Uma experiência inesquecível... Comprei livros do meu autor predileto (Mário Quintana) com 50% de desconto. Mal posso esperar pela próxima Bienal!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco!

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo