Rock in Rio 2011: Primeiro dia do Rock in Rio é marcado por filas e show de Elton John


Cantor britânico foi o destaque do palco principal; furtos, preços e atraso foram pontos fracos do festival.

Fonte: iG Rio de Janeiro 24/09/2011 04:12


Antes da abertura dos portões, no início da tarde, quem chegava à Cidade do Rock encontrava desinformação e filas a perder de vista. Pouco antes das 14h as catracas foram liberadas e de pouco em pouco o público começou a tomar os palcos. Mariana Aydar, Ed Motta tocando rock e o beijo entre Bebel Gilberto e Sandra de Sá marcaram o palco Sunset, por onde passam as atrações vespertinas, que propõe misturas musicais.


Na noite das divas pop do Rock in Rio, com sua música grudenta e figurinos provocantes, quem se deu melhor foi Elton John. O veterano cantor britânico, rebolando apenas no banco do piano, foi o destaque no primeiro dia do festival, marcado por filasfilas para entrar, para comprar comida e até para fazer boletim de ocorrência, depois da onda de furtos que assolou os frequentadores. O público, como estimado, foi de 100 mil pessoas.



No palco Mundo, o principal, Milton Nascimento abriu a programação cantando uma música do Queen, para em seguida Titãs e Paralamas do Sucesso entrarem em cena. Logo depois vieram a multifacetada Claudia Leitte e o playback de Katy Perry. Fecharam a noite a energia de Elton John e o estranho figurino de Rihanna, que fez mais da metade do show com um tipo de casaco amarrado na cintura.
À noite, quando o público chegou em peso ao Rock in Rio, a infra-estrutura de serviços entrou em colapso. Se antes já havia filas, elas se tornaram intermináveis. Quem queria comprar comida ficava quase um hora parado. Com mochilas de chope nas costas, os vendedores de cerveja eram encurralados na porta logo depois de se abastecerem e ali mesmo, na frente deles, mais filas se formavam.
A confusão favoreceu a criminalidade. No aperto, ladrões levaram muitas carteiras e celulares, tanto nas praças de alimentação quanto nos shows – houve até uma espécie de arrastão quando Claudia Leitte estava no palco. Também há relatos de assaltos no lado de fora do festival.
Confira abaixo a lista acertos e erros do primeiro dia do Rock in Rio.
Pontos positivos
- A organização dentro da Cidade do Rock. Em nada esta edição lembra problemas de festivais passados.
- A variedade de opções de lanchonetes - tem para todos os gostos.
- Chafarizes espalhados perto do palco principal refrescaram o público do forte calor da tarde.
- A qualidade do som. De qualquer ponto da Cidade do Rock é possível ouvir quem está tocando no palco principal.
- Os banheiros deram conta dos 100 mil frequentadores.
- Ed Motta surpreendeu tocando clássicos do rock com Andreas Kisser e o português Rui Veloso.
- A Rock Street, que simula Nova Orleans, ficou cheia o tempo todo, mesmo quando não havia shows ao vivo nas sacadas das casas cenográficas. Virou o ponto de encontro desta edição do Rock in Rio.
- Momento nostalgia com os clássicos de Elton John.
- A invejável coleção de sucessos de Rihanna e sua boa forma.
Pontos negativos
- A falta de sinalização e informação para entrar no festival.
- O vídeo exibido antes do primeiro show no palco Mundo. Se a ideia era celebrar a história do Rock in Rio, não deu certo: ficou parecendo propaganda institucional de baixa qualidade.
- A falta de segurança. Houve diversos registros de furtos de carteiras e celulares e até um arrastão.
- As filas impraticáveis nas lanchonetes, prato cheio para furtos.
- Os altos preços de alimentos e de água, que chegou a custar R$ 5.
- O atraso nos shows. Prevista para terminar às 2h15, a apresentação de Rihanna chegou ao fim às 3h40.
- O trânsito complicado na cidade dificultou a chegada de convidados à área vip, que ficou praticamente vazia até o começo do terceiro show da noite.
Katy Perry e sua performance adocicada demais, com fartura de "playback". Parecia uma noite destinada a "teens".
- Se em horário comercial garis percorriam toda a Cidade do Rock, à noite, quando o público chegou em massa, todos sumiram. Resultado: lixo por toda a parte.
Postagem: Magno Oliveira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo