"Latitude 35º" será encenado no Galpão das Artes‏


Inspirado no oráculo milenar do “I Ching”, o espetáculo “Latitude 35º”, com Carmen Gomide, será encenado em Suzano nesta sexta-feira, às 20h, no Galpão das Artes. A apresentação, promovida pela Prefeitura de Suzano, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, é gratuita. Os ingressos devem ser retirados no local uma hora antes da encenação.

“Latitude 35º” reinterpreta o “I Ching” por meio de elementos coreográficos e cênicos. Popularizado na década de 1920 pelo sinólogo alemão Richard Wilhelm, e, duas décadas depois, por Carl Gustav Jung, o “I Ching” teve também papel de relevo na formação da chamada “contracultura”, nos anos 1960.

Ao atualizar o “Livro das Mutações”, “Latitude 35º” renova o patrimônio simbólico e cultural da obra e sua importância para a criação de pontes entre o Oriente e o Ocidente.

A ideia principal é entrar no universo da performance art, em que o performer é a ponte de contato, o xamã contemporâneo que permite traduzir e combinar elementos que permitirão ao coreógrafo e ao público realizar novas interpretações da obra, de forma que cada momento tenha seu caráter único.

Dirigido por Mariana Muniz, o espetáculo tem música original composta por Lívio Tragtenberg. O projeto de Luz é de Silviane Ticher.

Workshop
No mesmo dia da apresentação, às 15h, a performer Carmen Gomide oferecerá um workshop no Galpão das Artes. Há 20 vagas, e as inscrições devem ser feitas na Secretaria Municipal de Cultura (rua Benjamin Constant, 682 – Centro; telefone 4747-4180).

Com duas horas de duração, o workshop trabalhará o processo criativo na interface dança/performance. A dança e a performance art vieram ao longo do século 20, contaminando-se mutuamente. É possível perceber que as fronteiras estão mais livres, observando o processo de criação dos artistas contemporâneos.

O workshop tem como finalidade investigar o processo de criação a partir das várias influências que estamos sujeitos diariamente, dando voz às experiências que o corpo traz e nem sempre expressa, utilizando para isso nossas memórias, por meio de movimentação corporal, jogos, técnicas de dança contemporânea.

“Latitude 35º” - Ficha técnica
Criação, concepção e interpretação: Carmen Gomide
Direção artística: Mariana Muniz
Música original: Livio Tragtenberg
Figurino: Tânia Marcondes
Cenografia: Júlio Dojcsar Casada Lapa
Iluminação: Silviana Ticher
Vídeo arte: Vj Scan
Produção: Cristiane Klein (Dionísio Produção)
Classificação indicativa: recomendado para maiores de 14 anos

Fonte: SECOM Suzano
Postagem: Magno Oliveira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo