Artista isabelense questiona ações da secretaria de Cultura


O ator isabelense Emerson Bicudo via rede social questionou a atual administração o Folhetim Cultural reproduz o texto de Emerson. E deixamos aberto espaço para quem quiser se manifestar respondendo as indagações do ator.

Não, não dá para se calar.

Não, não podemos conformar e apenas assistir o que está acontecendo com as políticas públicas em nossa cidade. Ainda mais com a Cultura da nossa cidade, cuja área é que tenho maior conhecimento, afinal, estudei, me preparei e continuo estudando essa área específica.
Independente das pessoas que trabalham que realmente são pessoas maravilhosas e precisam colocar o pão na mesa. Algo está errado no reino da Dinamarca.

Não, não é possível, calarmos diante de vários acontecimentos que veem acontecendo:
Como pode um projeto de memória, que visa resgatar parte da história imagética ser reduzido a uma estagiária, uma mesa e uma estante?

Como pode uma peça tradicional da cidade como a Paixão de Cristo, qual me RECUSEI a participar, custar 25 MIL e perder a olhos vistos a qualidade alcançada em doze anos?

Como pode contratar uma peça com a competente atriz Elisabeth Savalla por 32 MIL e ser aquela bobagem sem graça do Zorra Total, um texto escatológico, machista, reduzindo a mulher a estereótipos e arquétipos preconceituosos e ainda sob um som muito alto e estridente?

Como pode em reunião com o Prefeito Padre, ouvir de sua boca santa, que o meu trabalho junto com o da Yara Arantes, está aquém da cidade de Santa Isabel, e que nossa cidade não comporta talentos como os nossos? Que deveríamos procurar algo melhor.

Como pode uma Secretaria de Cultura passar o seu orçamento de 300 mil reais para mais de 1 milhão e praticamente nada acontecer?

Como pode um Centro Cultural oferecer cursos com excelentes profissionais, cada qual na sua área e receber tão pouco para isso, sem reconhecimento e sem agregar os talentos?

Como pode o único prédio cultural para espetáculos, cujo prédio com características históricas e tradicionais estar lacrado com uma parede de blocos?

Como pode a Biblioteca Municipal Maria Helena Marcondes estar enfurnada numa garagem/porão, alugada a um valor exorbitante?

Como pode a cidade possuir uma Gibiteca, que já recebeu mais de 20 mil visitantes, inclusive de escolas da região, encontrar-se estagnada?

Não temos espaços apropriados para apresentações, leis de fomento para grupos amadores, capacitação técnica... não temos.

Ainda dirão que, parafraseando a pensadora contemporânea isso tudo que estou dizendo é recalque, pois não estou mais na Prefeitura. 

Mas é justamente por não estar mais prestando serviços à Prefeitura é que essas dúvidas veem a tona. Aliás, meus amigos sabem que mesmo prestando serviços a atual gestão, tinha e continuo tendo minhas críticas a essa gestão despreparada.

Mas agora, como artista, como profissional das artes, como cidadão, nascido e criado nessa terra, tenho que tornar pública minha insatisfação, crendo no peso da minha opinião para causar ao menos uma reflexão sobre essas revoltosas palavras.

Essas são perguntas que faço. Como pode?

Fica a esperança de dias melhores, a consciência limpa de que tentei ajudar no que foi possível e que ainda como cidadão e artista vou continuar ajudando, elogiando aquilo que realmente deu certo e criticando com propriedades aquilo que na minha opinião não funcionou.

Emerson Bicudo

Comentários

  1. Santa Isabel sabe??

    Santa Isabel tem um acervo particular que mereceria uma atenção especial do poder público. O Grande Historiador e pesquisadro João Roberto Baylong é morador de Santa Isabel e mantém sozinho o acervo que conta a história do Alto Tietê.
    JRB PESQUISAS é uma empresa que desenvolve pesquisas em
    diversas áreas, particularmente na área filatélica (Aerofilatelia,
    Filatelia Tradicional e História Postal, etc.)

    O seu responsável, João Roberto Baylongue, trabalha há mais de 40 anos no ramo e dispõe de uma vasta biblioteca especializada, tendo publicado dezenas de artigos. Na área de eventos em geral, participou de dezenas de exposições, como expositor, jurado, comissário e organizador.

    Atividades principais

    Consultoria em Filatelia
    Pesquisas
    Avaliações
    Exposições : organização e montagem
    Cursos
    Artigos

    CORREIO DE SÃO PAULO
    - Autor: João Roberto Baylongue
    SÃO PAULO - PRIMÓRDIOS DE SUA HISTÓRIA POSTAL
    - Autores: João Roberto Baylongue e Geraldo de Andrade Ribeiro Jr.
    ASPECTOS DA HISTÓRIA POSTAL DO RIO TIETÊ
    - Autores: João Roberto Baylongue e Geraldo de Andrade Ribeiro Jr.
    HISTÓRIA POSTAL DE SANTA ISABEL - SP
    - Autor: João Roberto Baylongue
    APONTAMENTOS PARA A HISTÓRIA POSTAL E TELEGRÁFICA DE ITATIBA
    - Autores: João Roberto Baylongue e Geraldo de Andrade Ribeiro Jr.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco!

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo