A Crônica do Salão do Livro de Suzano

Heródoto Barbeiro iria palestrar no 2º Encontro de Blogueiros do Alto Tietê, iria pois não foi. Bruno Martins que está cursando jornalismo pela UNG, foi até o Encontro de Blogueiros, não só para representar o Folhetim Cultural blog o qual criou comigo, veio também tirar fotos, que foram publicadas no Folhetim Cultural, na postagem anterior Salão do Livro em Fotos e Segundo Encontro de Blogueiros do Alto Tietê em fotos, ele tinha um trabalho da faculdade para fazer e seria importante ter no trabalho este respeitado e já consagrado pelo ótimo serviço prestado ao jornalismo brasileiro.

Agora você se pergunta o que tem haver o parágrafo acima com o Salão Internacional do Livro de Suzano. Você irá entender agora.

Já quase marcava no relógio 16 horas e nada de Heródoto Barbeiro aparecer, fui indagar Saulo Souza organizador do evento sobre a presença do Heródoto. Saulo me comunicou que a esposa do Heródoto teve um problema de saúde e por isso os compromissos do jornalista atrasaram, ele tinha 3. Colégio Objetivo, O Encontro de Blogueiros e o Salão do Livro, meu primo Bruno, que é blogueiro, radialista e estudante e sua namorada não pensaram duas vezes. Vamos para lá. Isso é o que ficou decidido.

Depois de 30 minutos de caminhada, chegamos ao Pq. Max Feffer, durante o passeio conversamos, encontramos uma moça com duas meninas, que por coincidência, iam para o mesmo lugar que nós, foram nos perguntar como chegar. Ao longo do trajeto era possível notar a dimensão do Salão do Livro, estacionamentos lotados, ônibus na porta para levar e trazer de forma gratuita os suzanenses de todas as partes da cidade.

Ao chegar no salão os olhos brilharam tamanha beleza do local. Primeira missão onde está o Heródoto? Essa foi fácil na recepção nos informaram, chegando lá, notamos; a palestra já havia começado, não pudemos entrar naquele momento, pois estava lotado, o segurança nos informou, que ele sairia pela frente, mas como diria minha vó: é melhor prevenir do que remediar. Havia duas saídas laterais,porém conforme a instalação, que foi montada dentro do salão para abrigar o evento elas estavam fora de uso, mas uma saída ao fundo ainda poderia ser utilizada pelo jornalista para fugir dos fãs e da imprensa, tentei verificar onde aquela saída daria, mas um segurança me impediu. Uma forma de distrair o segurança era uma ideia caso Heródoto Barbeiro fosse embora por ali. Outra forma de chegar até ele seria entrar na palestra essa mais difícil, pois já havíamos sido barrados anteriormente.

Neste intervalo eu e o Bruno decidimos tirar fotos do Salão para postar no blog. Neste mesmo intervalo fomos as compras, livros com preços baixos e assim acessíveis foram comprados.

O fim da palestra de Barbeiro estava próximo, pessoas iam saindo, como elas não voltariam não custava tentar entrar. Pedi para o segurança e depois de alguns minutos o pedido foi atendido, adentramos na palestra e depois de 5 minutos acabou, mas valeram a pena principalmente os minutos depois da palestra. Fotos, entrevista, bate papo com este ícone do jornalismo brasileiro, antes só podia ver ele pela tevê, no final do mês passado pessoalmente que honra. O resultado disso, ou seja, a entrevista você vai assistir aqui no Folhetim Cultural. Enquanto isso é aguardar. É só aguardar!

Texto de Magno Oliveira

Comentários

  1. Que espaço bacana, Magno.


    Gostei muito!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela visita!
    Jah estou te seguindooo!

    Venha conhecer minha coleção de esmaltes =D
    http://danymake-up.blogpost.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco!

Postagens mais visitadas deste blog

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”