Momento da poesia: Ailton Sales Dona Felicidade






Ailton Ferreira Sales não se  considera um poeta e nem trovador, acha que é um  "fazedor" de versos, um rimador. Nascido em Poços de Caldas, sul de Minas Gerais.




E-mail: salesferreiraailton@hotmail.com
E-mail: folhetimcultural@hotmail.com

Casando-se mudou para São Paulo onde viveu por dezessete anos e teve seus seis filhos, quatro na Capital e dois no interior, Botucatu e Macaubal. Exerceu, além da sua profissão original (garçom) exerci várias outras, bancário, fotografo e por quase vinte anos vendedor (viajante) para varias firmas. Hoje, artesão aposentado vive em Poços de Caldas.



Dona Felicidade
Eu hoje fui passear
No bairro da Ansiedade
Pensando lá encontrar
A dona Felicidade
Perguntei para a Saudade 
Que por ali passeava
... A dona Felicidade
onde é que se encontrava
Sorrindo me respondeu...
A dona Felicidade
Há muito tempo Morreu
Antes que a vida findasse
Um pedido ela me fez...
Que eu de você cuidasse
Até chegar sua vez
Disse que muitas vezes
Tentou segurar sua mão
Você sempre recusou
Correndo atrás da Ilusão
Por isso agora é tarde
Preste atenção no que digo...
Esqueça a Felicidade
Pois vai viver só comigo.

Obra de Ailton Sales



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”