Apresentação de Antonio Abujamra reúne cerca de 300 pessoas no Armando de Ré



Abujamra se diz provocado e não provocador
Uma obra de arte deve levar um homem a reagir, sentir sua força, começar a criar também, mesmo que só na imaginação. Ele tem de ser agarrado pelo pescoço e sacudido; é preciso torná-lo consciente do mundo em que vive, e, para isso, primeiro ele precisa ser arrancado deste mundo”.

A citação de Pablo Picasso foi a primeira das várias provocações feitas pelo renomado diretor e ator Antonio Abujamra, no monólogo “A Voz do Provocador”, apresentado para cerca de 300 espectadores no Teatro Municipal Dr. Armando de Ré, na noite de quinta-feira (26/4).

Abujamra já dirigiu mais de 120 peças, 15 novelas e vários outros programas televisivos. Foi o único latino-americano a participar no Júri do Festival Mundial de Televisão em Monte Carlo, a convite do príncipe Rainier, do Principado de Mônaco. Fundou a companhia de teatro Os Fodidos Privilegiados, e há 11 anos comanda o programa de entrevistas “Provocações”, na TV Cultura.


Durante a apresentação, ele abordou diversos temas, entre eles teatro, educação, política, história da televisão e futebol. Com uma dose de sarcasmo, Abujamra utilizou o humor para levar a plateia à reflexão sobre o contexto social. “Eu não sou um provocador, sou um provocado. Nós somos provocados pelo que acontece nesse país. Somos provocados quando vamos para a rua e vemos a estética da pobreza”, destacou.


Conforme as críticas e piadas feitas por Abujamra, a plateia, composta por pessoas de diferentes faixas etárias, não se manteve indiferente e correspondia com risos e aplausos. Para a estudante de História Lidia Ananda Camargo, a apresentação do artista superou as expectativas. “Foi ótimo. Pensei que seria algo bem mais voltado para o teatro, mas ele falou de tudo. Achei muito bom”, comenta.

Abujamra veio a Suzano a convite da Prefeitura de Suzano, por meio da Secretaria de Cultura. A sua apresentação fez parte da programação de aniversário dos 63 anos do município.


Esta foi uma das ações do projeto Trajetórias Literárias, que já trouxe a Suzano nomes como Ariano Suassuna, Marcelo Rubens Paiva e Paulo Lins. O vice-prefeito Walter Roberto Bio e a secretária de Cultura, Rita Paiva, prestigiaram o evento.

Foto: Wanderley Costa

Fonte: SECOM Suzano

Postagem: Magno Oliveira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo