Suzano recebe ator Caio Blat neste domingo


Ator Caio Blat ator da Rede Globo

 O ator de cinema, teatro e televisão, Caio Blat, fará um bate-papo sobre sua experiência profissional neste domingo (6/5), às 14h30, no Teatro Municipal Dr. Armando de Ré (rua General Francisco Glicério, 1354 – Centro). Promovido pela Prefeitura de Suzano, por meio da secretaria de Cultura, em parceria com a Associação Paulista dos Produtores Audiovisuais (APPA), o evento é aberto ao público.

Caio Blat atuou em filmes como "Carandiru", "O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias", o premiado "Bróder" e o recente "Xingu". O ator abordará as fases de sua carreira, as diferenças de cada projeto e do trabalho com diretores como Hector Babenco, Cao Hamburguer e Jefferson Dê.

Antes da palestra, a APPA fará, às 13h30, o lançamento de "Onde Estiver, Estaremos", o primeiro curta-metragem rodado na cidade de Ferraz de Vasconcelos, com direção de Peterson Queiroz e produção de Marcos Vecch. O projeto deu início às ações da entidade na cidade e continuidade à proposta de atuar em toda a região do Alto Tietê.

Seu mais recente trabalho no cinema foi com o diretor Cao Hamburger em Xingu 
O filme contou com a participação dos atores suzanenses Kayc Rabello e Flaviani Custódio, integrando-se assim ao projeto Invencine Filmes, que será lançado logo após a exibição do curta. O projeto, que integra as ações de Cinema da Prefeitura de Suzano para o audiovisual, foi desenvolvido e será coordenado pela APPA. O objetivo é de abrir espaço para que projetos de produtores da cidade e da região possam ser produzidos com a estrutura montada para o Estúdio Público de Cinema Nhô Luca e Salvador Rugiero, e com o apoio técnico dos produtores da entidade

Segundo o presidente da APPA e articulador de cinema na Secretaria de Cultura, Peterson Queiroz, a vinda do ator Caio Blat faz parte do objetivo de promover palestras e cursos com profissionais da área cinematográfica com o intuito de fortalecer a produção local.

“O projeto tem o estúdio como núcleo, mas o objetivo é investir não apenas no equipamento, mas na formação, por meio de workshops e palestras, tudo aberto à população. Dessa maneira, o estúdio cumprirá seu papel de democratizar o acesso ao cinema”, ressalta Peterson.

Fonte: SECOM
Foto: Retirada da internet
Postagem: Magno Oliveira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá