Homenagem a Leônidas da Silva e Emílio Santiago os Diamantes Negros Brasileiros por Magno Oliveira


Leônidas da Silva e Emílio Santiago os Diamantes Negros Brasileiros

Leônidas da Silva foi um jogador de futebol que pela sua qualidade técnica e seus lances magistrais ficou conhecido como Diamante Negro, ele jogou no Botafogo onde foi campeão e também no São Paulo onde marcou época, foi jogador de seleção brasileira. Uma lenda do futebol.

Emílio Santiago foi um cantor brasileiro que iniciou sua carreira na música na década de 70, formou se em direito, mas com sua voz encantadora fez sucesso na Música Popular Brasileira.

O que Leônidas da Silva e Emílio Santiago têm em comum?  Muitas coisas. Eram negros, é uma delas. Os dois foram reconhecidos em vida pelos seus serviços prestados a sociedade brasileira o primeiro no futebol a maior paixão do brasileiro. O segundo na música popular também uma das nossas paixões, eles driblaram o racismo e com talento, gana e entrega, fizeram história. Leônidas da Silva foi um dos maiores na sua época, Emílio na música em sua, venceu muitos festivais, vendeu milhares de discos ao longo de sua carreira, foi um cantor muito produtivo, nunca esteve no ostracismo. Seu samba gostoso esteve sempre tocando nas rádios brasileiras, seu último trabalho foi lançado no ano passado.

Leônidas inventou a bicicleta. Emílio Santiago não inventou a música, nem o samba, mas com certeza com sua voz marcante e suas interpretações lindas, se tornou uma estrela, uma estrela que nunca se apagará Leônidas da Silva é o diamante negro do futebol e hoje o Brasil perdeu o Diamante Negro da Música Popular Brasileira o seu gol de bicicleta ouça no vídeo abaixo, os outros golaços desse gênio da música ouça em sua discografia! A música está em luto, os fãs da boa música também.

Magno Oliveira

Saigon Emílio Santiago
















Vídeo Youtube
Texto e montagem: Magno Oliveira



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá