Chá das 5 com Roberto Prado


Roberto Prado, 49 anos de Santos, São Paulo.


Publicou dois livros, é funcionário público e todo 2º sábado do mês irá escrever no Chá das 5.












Q

uem me conhece, mesmo que vagamente, sabe que perco o(s) amigo(s), mas não perco a piada – sim, intuo já uma velhice solitária e amarga, mas fazer o quê? É o preço que pagarei por se o que sou:
- Fiel aos meus princípios, pois ouço e escrevo!, mas sigamos...
Outro dia, bebericando meu santo cafezinho ouço a história de um recém-solteiro de meia-idade, que num domingo desses de pouco sol e sem presa à vista, saiu para se socializar com a ex-família.
Me contava o nabokiviano amigo os detalhes com tal riqueza, que me vejo aqui incapaz de transcrevê-la, furtando-os assim, meus leitores, dos pormenores sórdidos, das cores fortes, da linguagem docemente impudica que tais conversas impõem...
Mas dou-lhes, de forma poética, esse breve e aprazível resumo, vejo-os lá embaixo.
Foi entre as vitrines
Que ele a viu
E sentiu-se visto
olhares cruzaram
promessas no ar
ele
um velho sátiro
ela
uma ninfeta
digna dum Nabokov da melhor safra
ela com a mãe
ele, ex-mulher
manequins testemunhas mudas
cabides cúmplices sem culpa
corredores de lingerie apimentando os desejos
o rubro à sua frente
serão das peças
ou de seus olhos?
ela, de soslaio
ele, a vibrar
o não-dito
o não-feito
o desejo no ar
a Lolita ali
- será que ela ouve o seu latejar?
desejo a lhe sair pelos poros
ele sente que brilha
seus olhos o traem
suas mão suam
ela vai com a mãe
antes de sumir olha-o
a ponto de fazer seu sangue ferver
mas é tarde demais
ele está velho
ele está perdido
ele está, hoje, com a ex-mulher do lado...
por que hoje?
por que hoje?
sofre a dor da perda
sofre a dor de saber nunca mais outra chance
sofre a dor das escolhas desse domingo...
Mas como sabemos e os jovens logo saberão as dores de uns são as doçuras de outros.
Passem bem!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo