"Censura" a Paulo Coelho repercute na imprensa internacional



Foto: Getty Images
Paulo Coelho: livros proibidos pelo governo do Irã

Fonte: Portal IG
Postagem: Magno Oliveira
O suposto banimento dos livros de Paulo Coelho no Irã repercutiu na imprensa internacional. O site da rede britânica BBC, dos jornais britânicos The Independent e Guardian e do americano Miami Herald publicaram notas falando sobre o caso.
Os sites se basearam no texto publicado pelo escritor em seu blog, ressaltando a decisão de Coelho de liberar seus livros traduzidos para download gratuito no Irã.
O The Independent deu destaque para a manifestação da ministra da Cultura, Ana de Hollanda, que na segunda-feira disse que "a censura é sempre lamentável", conforme nota publicada no site da Agência Brasil.
Já o Guardian e o Miami Herald lembraram a ligação do editor de Coelho no Irã, Arash Hejazi, com a oposição no país. Em 2009, Hejazi foi filmado em um protesto contra o governo após as eleições. À época, Paulo Coelho manifestou apoio a Hejazi usando as redes sociais.
Nesta terça-feira, 11, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, também criticou a atitude iraniana e disse que entrou em contato com a embaixada do Brasil no país para apurar os fatos.

Comentários

  1. Infelizmente ainda temos no mundo países muito retrogados.
    Saudações amigas e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  2. O que esperar de mahmoud ahmadinejad.
    O cara mata censura e se acha no direito de governar um país.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco!

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo