Chá das 5 com Paulo Odair

Paulo Odair é poeta de Suzano, São Paulo. Ele já publicou vários livros um deles é utilizado pela Secretaria de Educação de Suzano. Ele escreve em alguns jornais da região. Todo mês irá participar do Chá das 5.




ÁGUA SOMOS.
Acabaram com a minha natureza,
O calor, queimadas feitas,
Falta de ar, poluição,
Vamos pensar. Para que isso , então?

Somos Água, socorro!
O rio, o mar, o corpo escapam-nos das mãos.
Reverter o destino feito
Ainda há tempo,
Nosso tempo sempre se faz agora.

Nosso tempo também passa,
Como a bruma leva a manhã,
Mas não leva a fumaça.

Depois de evaporar aquecida
Não haverá mais nada.
Um futuro lamento
Do presente que deixamos de legar.

Somos Água, clemência!
Vamos deixar levar nossa voz?
Ouro ou Água, que diferença faz?
Tesouro sabemos ser.

Somos Água, cuidado!
Ou seremos poeira,
Secura. Nada mais.

Paulo Odair.

Comentários

  1. Gracias por pasarte por mi blog. El tuyo es estupendo. Estaré por aquí muchas veces.
    Un saludo

    ResponderExcluir
  2. "Somos Água, cuidado!
    Ou seremos poeira,
    Secura. Nada mais."

    PERFEITO!!

    tenha um lindo fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. Bravo Paulo Odair!
    Tomara seu grito de alerta ser ouvido e atendido.
    Abraços cariocas!

    ResponderExcluir
  4. Olá, amigo!
    Lindos versos..conscientização em forma de poesia!...
    Boa semana!
    Beijinhos.
    Minas.
    ܓܓ ♫
    °º
    •*• ♫° ·.

    ResponderExcluir
  5. Amigo mío, nombrar el agua en mi tierra es luto. No tenemos y cada cual cree que quien la tiene no debe cederla y prefieren que se vaya al mar.
    La solidaridad entre hermanos se perdió y el único agua que nos queda, son las de las lágrimas por todo el mundo verde que se pierde. Claro que tampoco es bueno que se convierta en desgracia con esas inundaciones, pero todos los extremos son malos.
    Um abraço, Carmen

    ResponderExcluir
  6. Somos o planeta azul, uma bola de águas doces e salgadas.
    O ciclo vital, precisa do ciclo da água, que desce, se infiltra na terra, e sai...
    Somos água...
    E se não cuidarmos, é o fim do ecossistema...
    Muito bom post.
    E seu blog é bem diversificado.

    Abraço

    Meri Aleixo

    ResponderExcluir
  7. Fiel a mis paseos semanales, me introduzco por tu pequeña ventana de la mañana, en compañía del alba, cual manantial que emana emociones constantes al leer las entradas que dejas para deleitar la sensibilidad posiblemente acurrucada bajo las espigas doradas de la confraternidad...

    Y quedamente te saludo para que este día sea pleno de dicha y sosiego para ti y para todos los que te siguen.

    Un abrazo de magnolias para ti, que al ser contempladas, te devolverán la belleza de un espacio absoluto...

    María del Carmen

    ResponderExcluir
  8. Olá!!! Muito bom vir aqui! Gostei do espaço.
    Voltarei sempre.

    Abraços,

    ResponderExcluir
  9. BOM! Muito boa poesia... Pura verdade... bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco!

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo