Chá das 5 com Regina Azevedo

Regina Azevedo participará todo mês num sábado, aqui no Chá das 5. Carioca, mora até hoje na cidade maravilhosa.









Lamento

Cai tenebrosa a escuridão sobre a terra em que piso.
À frente nada vejo, se não névoas curvas.
O corpo não cansa, não pára.
O sono não vem, nem após os soníferos...
Sem tropeços, caminho em estradas turvas.
Mantenho-me de pé sem temer a cegueira.
Tenho a escuridão como companheira.
A dor dilacerando o ventre, não me chega ao coração.
Prolongando ainda mais meu sofrimento, me tornando imortal.
Noite... E depois noite... E noite de novo...
Porque não há mais dias, nem sóis, nem luz.
A alma pesada, o espírito gemendo...
A mente agitada, um barulho infernal!
O ventre dilacerado... A dor corroendo o âmago.
Meu corpo todo está doendo...
Minh'alma está doendo...
Doendo...
Doendo...

Regina Azevedo.



Comentários

  1. uma noite de insónia?!
    Um amor acabado?
    Um poema sofrido

    Boa semana

    Um abraço

    ResponderExcluir
  2. Olá, excelente fim de semana com planos pra uma semana de paz e alegrias, abraços.
    Deixo uma pérola.
    ★ ┊    ★ ┊┊   ★ ┊  ★ ┊    
    ┊   ┊ ☆   ☆┊ ┊     ★┊  
      ★ ┊   ★ ┊ ★ ┊  ★ ┊
    ┊   ┊ ☆   ☆┊    ★┊ ☆ ☆ 
    ☆┊   ☆   ★ ┊  ★  ┊ ┊ ☆   
    ┊   ┊ ☆   ☆┊  ★┊ ★┊ ★
    ☆┊ ☆   ★ ┊    ★ ┊ ☆

    "Aqui está Deus no dia da criação. Ele olha para as estrelas e diz:
    . 'Todas vocês, estrelas, movam-se para este lugar e comecem a avançar neste sentido, e movam-se
    em um círculo e avancem exatamente como Eu lhes dizer até eu lhes dar outra palavra. Planetas
    levantem-se e girem e façam esta formação em meu comando, até que eu lhes dê outra palavra.'
    . Ele olha para as montanhas e diz: 'Levantem-se'. E elas lhe obedecem. Ele diz aos vales 'rebaixem-se'
    e eles lhe obedecem. Ele olha para o mar e diz 'você vai vir até aqui', e o mar lhe obedece.
    . Em seguida, ele olha para você e diz 'venha!' e você diz 'NÃO!'
    . Será que isso incomoda alguém aqui?“

    ┊   ┊ ☆   ☆┊  ★┊ ☆ ☆ 
    ☆┊     ★ ┊     ┊┊ ☆   
    ┊   ┊ ☆   ☆┊ ★ ┊ ★
    ☆┊ ☆   ★ ┊  ★ ┊ ☆
    Paul Washer

    http://hanukkalado.blogspot.com
    http://valvesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Triste né!? Muitas vezes ficamos tristes e as noites mais longas. Montão de bjs e abraços

    ResponderExcluir
  4. Espero que essas noites se transformem em dias ensolarados.
    Abraços apertados.

    ResponderExcluir
  5. Um poema lindo. Que essas noites se transformem em dias de luz e alegrias. Sem dores na alma e no corpo.
    Bjito amigo

    ResponderExcluir
  6. Regina!

    Adoro "Lamentos". A poesia quando passa a dor parece-me mais bonita. Em mim quase sempre é assim, mas devido à reclamações, invento o que nem mesmo sinto.

    Um poema belíssimo!

    Parabéns!

    Beijos

    Mirze

    ResponderExcluir
  7. Dor n'alma...
    Tenho um grande amigo/irmão que sabe bem o que é isso...
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Obrigada à todos pelos comentários!
    É uma satisfação imensa vê o que escrevemos sendo lido e comentado por pessoas tão especiais quanto vocês. Obrigada à todos!
    Abraços cariocas!

    ResponderExcluir
  9. Mirze!
    A criatividade é super importante, mas não deixe de expressar seus sentimentos, suas emoções...
    Obrigada querida!
    Bjus cariocas!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco!

Postagens mais visitadas deste blog

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”