Livros de Paulo Coelho são banidos no Irã


Foto: Getty Image


Paulo Coelho: 6 milhões de livros vendidos no Irã
O escritor brasileiro de maior sucesso no mundo, Paulo Coelho, divulgou em seu blog que todos seus livros foram banidos no Irã. O Ministério da Cultura do país determinou, sem explicar o motivo, que nenhum livro que contenha o nome do autor pode ser publicado. Os livros de Paulo Coelho são publicados no Irã desde 1998, tendo vendido 6 milhões de cópias.
Coelho classificou o episódio como um "mal-entendido". "Meus livros foram publicados no Irã por 12 anos em diferentes governos. Uma decisão arbitrária só pode ser um mal-entendido", escreveu no blog. O autor espera que a questão seja solucionada ainda esta semana e disse contar com a ajuda da diplomacia brasileira. "Eu sinceramente espero que o Governo Brasileiro se pronuncie a respeito."
Este não foi o primeiro problema de Paulo Coelho no Irã. Em 2005, mil cópias de "O Zahir" foram confiscadas pela polícia e seu editor no país foi detido para interrogatório uma semana antes do lançamento do livro. "O Zahir", que trata de homossexualidade, havia sido aprovado pela censura do país.
Em resposta ao banimento, o autor vai colocar todos os livros para download gratuito na internet para o Irã enquanto a questão não for solucionada.
Fonte: Portal IG
Postagem: Magno Oliveira

Comentários

  1. Não sou fã. Mas acho um exagero a censura dos livros dele...lol

    Contra qualquer tipo de censura. País que tem medo de livros é país que assusta!

    ResponderExcluir
  2. Paulo Coelho já foi um de meus favoritos. Hoje, ainda gosto, mas, muitos outros autores andam roubando minha atenção. Acho um absurdo esse lance de censurar e banir ¬¬

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pelo convite, tomarei aqui muitos cafés enquanto me cultivo ainda mais sobre seu maravilhoso brasil.
    Belo blogue, parabéns
    Paulo Coelho bom de ler e reler.
    O blogue diálogos poéticos não é meu apenas fui convidado para colaborar nele juntamente com meus amigos do Brasil.
    Convido você para ver minha poesia em meu blogue:
    http://filipe-guerreirodeluz.blogspot.com/

    Abraço fraterno de Portugal,
    Filipe Assunção

    ResponderExcluir
  4. Contra a censura pela cultura!
    Sou literalmente contra a censura; principalmente de livros. Se não gosto, não leio. Tenho o direito de fazer minhas próprias escolhas. Não preciso que ninguém diga o que devo ou não ler, fazer ou usar. Da minha vida cuido eu! Viva a liberdade!
    Abraços cariocas!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco!

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá