Na Argentina, Patriota critica 'censura' a livros de Paulo Coelho


Foto: Getty Images
O escritor Paulo Coelho: livros do brasileiro foram proibidos recentemente pelo governo do Irã


O  ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, criticou nesta terça-feira o que classificou como "censura" aos livros do escritor Paulo Coelho no Irã e disse que entrou em contato com a embaixada do Brasil em Teerã para "apurar exatamente a medida tomada".
O suposto banimento às obras de Coelho no país persa foi anunciado pelo próprio escritor, em seu blog, na última segunda-feira. Segundo o editor de Coelho, o veto ocorreu sem justificativa. "Faço minhas as palavras da ministra da Cultura, Ana de Hollanda, que (se disse) contra a censura e a favor da liberdade de expressão, como também foi mencionado pela presidente Dilma (Rousseff) em seu discurso de posse. E voltaremos ao assunto quando tivermos mais elementos", afirmou Patriota

.

Comentários

  1. Qualquer censura é condenável. De livros ainda mais.

    Se bem que, sinceramente, se for só os livros do Paulo Coelho...lol

    ResponderExcluir
  2. Os livros de Paulo Coelho deveriam ser banidos de toda a face terrestre.

    ResponderExcluir
  3. Acho absurdo. É uma pura questão de respeito. Respeito este que a cada dia torna-se mais escasso.

    ResponderExcluir
  4. Contra a censura pela cultura!
    Sou literalmente contra a censura; principalmente de livros. Se não gosto, não leio. Tenho o direito de fazer minhas próprias escolhas. Não preciso que ninguém diga o que devo ou não ler, fazer ou usar. Da minha vida cuido eu! Viva a liberdade!
    Abraços cariocas!

    ResponderExcluir
  5. Cada um escolhe o que quer ler, e cada um escreve o que quer.

    Magno Oliveira

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco!

Postagens mais visitadas deste blog

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”