Escritora Ivana Arruda vem a Suzano


A escritora Ivana Arruda Leite estará em Suzano para uma palestra gratuita na próxima quinta-feira, 13/10, às 20h, na Biblioteca Pública Maria Eliza de Azevedo Cintra (rua Benjamin Constant, 682 – Centro). A visita da escritora faz parte do projeto Viagem Literária, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com o governo estadual. A entrada é gratuita e não é necessário retirar convites antecipadamente.


Durante a palestra, Ivana Arruda falará de sua trajetória literária e conversará com o público a respeito de suas produções. A vinda da escritora dá continuidade ao Trajetória Literária, que é desenvolvido em Suzano e trouxe grandes nomes da literatura ao município, como Moacyr Scliar, Ariano Suassuna, Marcelo Rubens Paiva, Ignácio de Loyola Brandão e Paulo Lins.

Para o coordenador literário da Prefeitura de Suzano, Ademiro Alves, o Sacolinha, estas palestras com escritores têm estimulado muitos leitores e escritores suzanenses. “Além disso, elas cumprem com o objetivo principal, que é aproximar o público leitor de autores de referência”, disse.

A autora
Mestre em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), Ivana Arruda Leite nasceu em Araçatuba, em 1951. Publicou três livros de contos, entre eles, “Ao Homem que Não me Quis” (2005), finalista do prêmio Jabuti. Escreveu uma novela, livros infantojuvenis e dois romances: “Alameda Santos” (2010) e “Hotel Novo Mundo” (2009), finalista do Prêmio São Paulo de Literatura. Participou de inúmeras antologias, dentre as quais “Geração 90 – os Transgressores”, “25 Mulheres que Estão Fazendo a Nova Literatura Brasileira” e “Contos de Escritoras Brasileiras”.

Postagem: Magno Oliveira
Fonte: SECOM Secretaria de Comunicação de Suzano

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

REUNIÃO DO CONSELHO DE CULTURA DE POÁ SERÁ DIA 19

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo