Poeta sueco vence o Nobel de Literatura


Por décadas, Tomas Tranströmer conciliou o consultório de psicologia com a criação literária
Fotógrafo(a): ©Ulla Montan. Courtesy Albert Bonniers Förlag
Aos 80 anos, o poeta sueco Tomas Tranströmer ganhou hoje o Prêmio Nobel de Literatura. Ele não era o favorito – as apostas eram para o sírio Adonis e para o escritor japonês Haruki Muraki, entre outros, e até para Bob Dylan, mas o anúncio de sua premiação emocionou a plateia presente à cerimônia da Academia Sueca em Estocolmo. Tranströmer é de lá. Seus primeiros poemas foram escritos aos 23 anos e embora não tenha se dedicado exclusivamente à literatura – ele foi psicólogo até aos anos 90 - publicou mais de 20 livros, todos inéditos no Brasil (no entanto, o brasileiro pode conferir um de seus poemas no volume 25 da coleção Poesia Sempre, da Fundação Biblioteca Nacional). Também nos anos 90, ele sofreu um acidente vascular cerebral, mas continuou escrevendo. Em comunicado, a Academia Sueca destaca que com suas imagens condensadas e translúcidas ele nos dá um novo acesso à realidade. O valor do prêmio é de R$ 2,7 milhões.

Fonte: PublishNews - 06/10/2011 - Redação
Postagem: Magno Oliveira

Comentários

Postar um comentário

Obrigado por interagir conosco!

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça um pouco mais sobre Carla Cristina Garcia ministrante da oficina cultural “A literatura e a moda: A estranha relação entre as palavras e o corpo”

No Café da Manhã com Poesia: Uma pequena crônica de uma manhã de domingo

Shows do Sampa Crew e Gabriel Corrêa fecham programação do aniversário de Poá